Conheça os diferentes tipos de apartamentos: saiba suas principais diferenças

Sabemos que o mercado imobiliário é extremamente dinâmico, em constante mudança e adaptação. Mas você sabia que o mercado oferece muitos tipos diferentes de apartamentos, ideais para diversos gostos e bolsos. Quando você vai procurar e pesquisar por um novo apartamento, é imprescindível que você saiba as diferenças entre eles para escolher o modelo ideal para suas necessidades e rotina. 


Saber essas diferenças é importante porque cada tipo de apartamento tem suas particularidades específicas, que precisam ser previamente levadas em consideração para que você possa identificar a melhor oportunidade. Não importa qual seja seu objetivo com o imóvel, seja para morar ou para investir, entender a opção mais adequada para sua situação é fundamental para fechar um bom negócio. 


Atualmente, já existem muitos tipos de apartamentos no mercado imobiliário para quem procura por um imóvel para morar ou investir. O mais interessante sobre essas opções é que existe uma para cada necessidade específica. Se você está procurando por um imóvel para comprar, alugar ou investir, mas não entende muito bem sobre os tipos de apartamentos e suas diferenças, esse post vai te ajudar muito!


A Nova Época Imóveis elaborou esse post com todos os tipos de apartamentos que existem no mercado imobiliário, para que fique mais fácil de perceber suas diferenças e compará-los e para esclarecer todas as suas possíveis dúvidas e incertezas sobre qual deles, de fato, se encaixa nas suas necessidades, te ajudando a tomar a decisão mais assertiva possível. E para mais informações sobre o mercado imobiliário não deixe de conferir nosso blog, ele está cheio de dicas e curiosidades!


Quais os tipos de apartamento que existem no mercado?


1. Kitnet


Os kitnets são imóveis menores e bem compactos, mas que não perdem o conforto. Eles são mais indicados para pessoas que moram sozinhas ou para um casal sem filhos. Geralmente, um kitnet apresenta dois cômodos, sendo eles um banheiro e uma sala-quarto ligada à cozinha, ou três cômodos, que são a cozinha, o banheiro e uma sala-quarto. 


Logo, em um kitnet, esses ambientes tendem a ser adaptados em apenas uma área útil, sem divisões específicas de ambientes. Ou seja, o quarto costuma ficar integrado à sala ou à cozinha. Muitas vezes essa divisão é feita somente com o banheiro. Com relação à metragem, em regra, não ultrapassa 40m².


2. Loft


Esse é um novo conceito de empreendimento que não segue a regra de ser sempre pequeno e compacto. Indo de encontro a sensação que o kitnet proporciona, os lofts abusam da sensação de amplitude de espaço, por não oferecer nenhum tipo de divisão entre os diferentes ambientes da casa. 


Por terem sua estrutura totalmente aberta, esse tipo de apartamento oferece uma boa circulação. Porém, mesmo assim ainda não é muito indicado para quem tem família com filhos, é mais indicado para solteiros e casais sem filhos ou pais de pet. Os lofts são projetos muito bonitos aos olhos, podendo ter o pé direito medindo mais de três metros e, em alguns projetos, oferecendo até um mezanino. 


3. Studio


Assim como o loft, esse tipo de empreendimento também não oferece divisões de nenhum tipo entre os ambientes do apartamento, o que pode causar certa confusão para algumas pessoas. A diferença entre esses dois modelos, que vai ser crucial na hora da sua escolha, está no tamanho. Os apartamentos studios tendem a ser menores do que os lofts. 


Se você sonha em morar em um ambiente amplo, mais aconchegante e moderno, um studio pode ser a melhor opção, principalmente porque esse tipo de empreendimento alinha a essas características a praticidade, por integrar todos os espaços. 


4. Padrão


O apartamento padrão tem esse nome por ser o tipo mais comum encontrado no mercado, sendo também o mais conhecido. Esses modelos de imóvel apresentam divisões bem perceptíveis, na maioria das vezes feitas por paredes, com 2 ou 3 quartos além de banheiro, cozinha e sala de estar/jantar. 


Esse modelo de apartamento é o mais tradicional e procurado por uma infinidade de públicos, sendo adequados tanto para solteiros, quanto para casais com ou sem filhos e para quem deseja investir. Essa costuma ser a preferência entre pessoas que não querem fugir do tradicional. 


5. Duplex e triplex


Investimento mais adequado para quem tem desejo de algo mais amplo do que um imóvel padrão, os apartamentos duplex e triplex são imóveis como os apartamentos padrões, porém eles possuem um ou dois andares a mais. Eles são ideais também para quem procura um imóvel moderno e luxuoso, que foge do tradicional. 


Esses empreendimentos costumam ter dois ou mais quartos e, por oferecerem um espaço mais amplo, são moradias ideais para um casal com um ou mais filhos. Na maioria das vezes, os apartamentos duplex e triplex ficam na cobertura dos edifícios, mas isso não é uma regra seguida sempre. Você também pode encontrar esse modelo de apartamento no primeiro andar, por exemplo. 


6. Cobertura


Esses modelos de apartamento costumam se localizar no andar mais alto dos prédios. Eles geralmente são imóveis com espaço amplo e, na maioria das vezes, têm sua metragem maior do que um apartamento convencional do prédio onde estão localizados, contando, ainda, com a cobertura como área útil. 


As coberturas costumam contar, ainda, com algumas facilidades de luxo, sendo estes os aspectos principais que diferenciam esses apartamentos das outras unidades do prédio. A área total de uma cobertura é bem maior do que os outros apartamentos, oferecendo ainda espaços de lazer externo, como piscinas e churrasqueiras. 


7. Garden


Esse tipo de empreendimento costuma ficar no andar térreo dos edifícios e oferecem aos seus moradores a opção de ter um jardim, uma horta ou um pequeno quintal dentro de casa. Uma das vantagens do apartamento garden é a facilidade de acesso, já que os moradores precisam apenas passar pelo portão do condomínio para ter acesso ao apartamento, levando em consideração o andar em que eles se localizam. Outro grande benefício é o preço mais baixo, já que apartamentos que ficam no térreo tendem a custar menos do que as outras unidades.


Um ponto importante a se destacar aqui é que, dependendo do condomínio que você escolher morar, sua vista pode acabar sendo um muro, enquanto os moradores das outras unidades nos andares mais altos têm como vista a paisagem das cidades ou da natureza, dependendo de onde você escolher morar. Esse é o tipo de empreendimento mais indicado para famílias, especialmente aquelas com mais de uma criança pequena ou animais, já que eles podem brincar no jardim com toda a segurança de estar dentro de casa. 


8. Flat


Outro tipo de empreendimento que vem ganhando espaço no mercado imobiliário nas grandes cidades é o apartamento flat. Esses tipos de apartamentos, localizados em prédios onde são oferecidos serviços de hotelaria, como limpeza, serviço de quarto, lavanderia e refeitório. Os flats costumam ser encontrados nas metrópoles, por ser ideal para o dinamismo de quem vive nelas. 


Esses modelos de apartamento são construídos para o uso misto, ou seja, os flats podem ser ocupados tanto por moradores fixos quanto por um aluguel temporário, como é normalmente feito em hotéis, por exemplo. O flat é um tipo de imóvel bem confortável e muito interessante para quem não tem muito tempo, por conta da rotina corrida. 


O que levar em consideração para escolher o apartamento ideal?


O processo de decisão na compra de um novo imóvel deve ser criterioso e conduzido com muito cuidado e planejamento. Para evitar transtornos e futuras frustrações, é preciso avaliar os diferentes aspectos para definir o modelo ideal para você, sua família e suas necessidades. Com isso, podemos concluir que suas preferências, necessidades e planos são fatores básicos e fundamentais para se considerar na hora da sua escolha. 


Devemos levar em consideração, ainda, que a compra de um imóvel é um grande investimento, provavelmente um dos maiores que você fará na vida, independentemente se você deseja comprar o apartamento para morar ou investir. Em resumo, é essencial que você considere os seguintes fatores na hora da escolha:

 

  • Planejamento financeiro;
  • Se ele será somente um investimento ou sua moradia;
  • Se você vai morar sozinho ou com a família;
  • Avaliação do mercado. 


Conseguiu entender as diferenças entre os diferentes tipos de apartamento? Não se esqueça de levar os fatores acima em consideração na hora de escolher seu imóvel e, em caso de mais dúvidas, entre em contato com um dos nossos corretores! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho