Dicas de como evitar ter problemas com os vizinhos na hora de fazer reforma e reparos

Com a adoção do esquema híbrido de trabalho, onde as pessoas dividem sua jornada de trabalho entre escritório e home office, desde a pandemia da Covid, que nos introduziu o home office, as pessoas começaram a dar mais valor para o conforto e a qualidade de vida dentro de casa. Como consequência, o número de pessoas fazendo reformas e reparos nos seus lares aumentou consideravelmente, já que a prioridade agora é ter mais conforto em casa.


Porém, vários detalhes precisam ser analisados e levados em consideração antes de começar qualquer reforma. Projetos, orçamento, cotações e mão de obra são alguns desses detalhes que farão toda diferença no resultado final. Mas tem um detalhe que poucas pessoas se atentam e também é fundamental para que tudo ocorra bem: o incômodo da reforma para os vizinhos, afinal, barulho, sujeira e vazamentos são algumas consequências de reformas e obras.


Para quem mora em condomínio, é extremamente importante evitar inimizades e ter uma boa relação com os vizinhos, principalmente durante reformas ou obras, tomando cuidado com os excessos, para não prejudicar a rotina de quem mora ao seu redor. Nesse cenário, você sabia que basta apenas uma conversa para minimizar, e muito, os problemas? Além disso, é essencial respeitar o regulamento do condomínio, assim como as regras de silêncio e de limpeza, para cultivar uma boa relação e, consequentemente, um bom convívio com todos.


Pensando em te ajudar nesse processo, a Nova Época Imóveis elaborou esse post com algumas dicas essenciais para, quando você precisar ou quiser fazer alguma reforma, reparo ou obra no seu apartamento, você souber como fazê-lo da melhor maneira possível para você e seus vizinhos. Para mais dicas de boa vizinhança, de decoração e outros assuntos relacionados ao mercado imobiliário, não deixe de conferir nosso blog


Faça um bom planejamento


O primeiro passo desse processo, que também é a primeira dica da nossa lista, é ter um bom planejamento. É fundamental que, antes de tudo, você pergunte para o síndico do condomínio quais são os horários permitidos para fazer reformas e para transportar materiais, além de quais os requisitos devem ser cumpridos e quais em dias da semana não é permitido haver obras ou reformas no edifício. 


Com posse de todas essas informações, o próximo passo é fazer um projeto e o cronograma detalhado da reforma ou obra para evitar atrasos, o que consequentemente gera mais incômodos. Finalmente, é chegada a hora de comunicar ao síndico o provável período de início e término das reformas, com máxima exatidão possível, além de informar que, caso ocorra algum contratempo, esse período poderá ser prorrogado. 


Ademais, tenha certeza de conferir todos os regulamentos e leis do condomínio, além de outras leis importantes para o bom convívio entre vizinhos, como a Lei do Silêncio, que diz ser proibido perturbar o sossego e o bem-estar público da população pela emissão de sons e ruídos por quaisquer fontes ou atividades que ultrapassem os níveis máximos de intensidade fixados na lei. 


Atenção aos cuidados


É importante lembrar que você será o único responsável por todo lixo e entulho que uma reforma ou obra pode acumular. Por conta disso, ao final de cada dia, é essencial que você o despeje no lugar certo para não ter problemas com os demais moradores do edifício. Além disso, é importante que você verifique se não há poeira ou restos de obra nos elevadores e corredores.


Uma ótima e prática dica para quem pensa em fazer reformas, mas quer incomodar o mínimo possível os vizinhos, é colocar panos nas portas e avisar as pessoas que moram ao seu redor quando for movimentar grandes entulhos, dessa forma, seus vizinhos podem fechar as janelas e evitar que toda a sujeira alheia entre. 


Comunicação é a chave


Uma das dicas mais importantes na nossa lista é essa: a comunicação é a chave para uma boa convivência. Por isso, não se esqueça de avisar seus vizinhos, sejam os dos lados, de baixo ou de cima, sobre o início das reformas. Vale à pena, também, checar com ele quais os horários que a obra menos incomodaria, principalmente se, ao redor do seu apartamento, morarem recém-nascidos, idosos ou doentes.


Além disso, se possível, procure avisar quanto tempo deve demorar a reforma e que você deixará suas portas abertas para conversar, caso a reforma se torne um incômodo insuportável de alguma forma. É possível conciliar tudo, basta querer e se comunicar.


Procure a ajuda de profissionais especializados


Outra dica muito importante que pode ajudar e muito a evitar dores de cabeça com a vizinhança é, antes mesmo de iniciar as reformas, procurar a ajuda de um arquiteto ou engenheiro especializado no assunto para projetá-las. Essa é uma dica importante para que você tenha certeza de não prejudicar, em hipótese ou de maneira alguma, a estrutura do edifício. 


Nesse momento do processo, a planta do imóvel deve ser muito bem analisada para verificar onde estão as vigas, as colunas, os dutos de eletricidade e as tubulações de água, evitando, assim, que algum deles seja danificado. 


Peça a autorização do condomínio


Para tornar essa experiência mais tranquila para todos, é fundamental que você procure conversar com o síndico do seu edifício e peça autorização para realizar qualquer reforma ou obra. Em alguns casos, o síndico costuma enviar um formulário para que os detalhes e algumas especificidades do projeto sejam informados previamente. Por conta disso, é fundamental já ter todos os dados em mãos para agilizar o processo. 


Agradeça a paciência de todos


Nossa última, porém, não menos importante dica é, ao final das atividades, não custa nada agradecer a paciência da vizinhança com todo o processo da reforma ou obra. Mesmo seguindo todas essas dicas e incomodando o mínimo possível, escrever um comunicado agradecendo a paciência de todos e pedir para a administradora do condomínio distribuir entre os moradores pode fazer toda a diferença em termos de convivência e da forma como os vizinhos te enxergam. 


Gostou das nossas dicas de como tornar as obras e reformas feitas em casa menos desagradáveis para seus vizinhos? Não se esqueça que você vai conviver com essas pessoas e sua qualidade de vida vai depender um pouco da sua interação com os vizinhos. 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho