Descubra qual estilo de decoração combina mais com você

Quando decoramos um imóvel, é essencial que a gente coloque um pouco da nossa personalidade no processo, afinal, ajuda a tornar o lugar mais aconchegante e confortável para seus moradores. Dessa forma, ter em mente um estilo a ser seguido pode ajudar bastante as pessoas que sentem dificuldades na hora de decorar. Você pode usar referências, misturar os estilos, partir do seu gosto pessoal, as opções são muitas, assim como as dúvidas. 


Todo mundo tem seu estilo próprio, mesmo que inconsciente. Ele vem das suas características pessoais e pode aflorar na hora que você for compor um ambiente. Porém, entre tantas tendências disponíveis, é comum que muitas pessoas sintam dificuldade para definir qual seria a mais interessante para refletir sua personalidade ou forma de se comunicar. Com infinitas possibilidades, você não precisa se prender a um único conceito, é possível mesclar alguns em um ambiente só ou variar um pouco entre um cômodo e outro da casa. 


Caso, mesmo assim, você ainda não consiga identificar seu estilo, não precisa se preocupar! A Nova Época Imóveis elaborou esse post com alguns dos estilos mais comuns que existem, assim, você pode se familiarizar com eles e entender o que melhor se encaixa na sua personalidade. E para mais dicas de decoração não deixe de conferir os outros posts no nosso blog, a Nova Época está aqui para te ajudar em todos os passos do processo de compra de um imóvel, até mesmo na hora de decorar! 


Clássico


Começamos nossa lista com o estilo mais tradicional que nunca está fora de moda. Ele reúne detalhes sofisticados, como curvas e especificidades bem características de uma época em que os móveis eram torneados e entalhados de forma cuidadosa, aparentemente, sem pressa nenhuma. Outra característica desse estilo são suas dimensões mais avantajadas, indicadas para espaços mais amplos a fim de evitar a sobrecarga dos ambientes. 


As madeiras mais usadas para a produção dos móveis desse estilo são quase sempre escuras, e nobres, como a nogueira, a cerejeira e o mogno. Além disso, as cores predominantes entre os elementos decorativos são tons pastéis, normalmente combinados com preto, ferrugem, bordeaux, azul-marinho, dourado e verde-esmeralda. Já nas paredes, esse estilo aposta nas obras de arte figurativas, como tapeçarias, retratos e natureza-morta. Por outro lado, os objetos decorativos podem ser cristais, porcelanas, bustos, candelabros, livros e espelhos com molduras ornamentadas. 


Moderno


Para compor um ambiente no estilo moderno você só precisa de simplicidade nos elementos, sempre de forma elegante e harmoniosa para dar um toque de requinte e limpeza visual. Linhas retas e minimalismo são aspectos que fazem parte dessa composição. Nesse estilo, o conforto e a tecnologia são essenciais.


As cores normalmente usadas nesse estilo são neutras, sem muitas tonalidades dentro de um mesmo ambiente, afinal, simplicidade é a prioridade aqui. As linhas dos móveis e os objetos são mais suaves, limpas e nítidas, sem muitos rebuscamentos. Já os itens de decoração mais utilizados nesse estilo de decoração incluem vidro e metal, de preferência o aço. A iluminação também é bem valorizada, o que ajuda a criar ambientes adequados para receber e integrar pessoas. 


Retrô/pop


Esse estilo combina mais com aquelas pessoas que não estão seguindo as mudanças e tendências que vem ocorrendo ao longo dos anos na área de decoração. Composto por muitas cores e bastante personalidade, as referências de música, arte e cinema também ajudam a dar tom para esse estilo de decoração.


Esse costuma ser o estilo de decoração mais escolhido entre os jovens. Além de ser um estilo bastante democrático, não precisa só ter objetos ousados, diferentes e antigos, como o nome sugere. Ao adotar esse estilo, você pode misturar bem as cores e os itens decorativos, criando uma decoração bem legal e colorida. 


Romântico


A linguagem usada nesse estilo remete a espaços íntimos e tranquilos, com uma mistura de aconchego e elegância, que ajudam a tornar o ambiente um refúgio. O mobiliário reúne peças de madeira e de ferro com traços curvilíneos e pés arredondados. Tudo nesse estilo é pensado para acolher com elegância: poltronas e bancos estofados posicionados ao pé da cama, penteadeira com espelho, mesas redondas ou ovais, puxadores mais bem trabalhados, camilhas com encosto, dossel nas camas ou tule para complementar o clima de acolhimento.


As cores usadas nesse estilo são mais leves e neutras, com alguns toques um pouco mais realçados, como o lilás, a fúcsia, o amarelo e o azul, sempre procurando manter o tom de romantismo. Estampas também são muito bem-vindas nesse estilo de decoração e você pode adotar as florais inspiradas no período vitoriano, um dos mais românticos, bem como veludo, xadrez, tricô, crochê, seda, chenille e rendas. 


Escandinavo


Essa tendência, como o nome mesmo sugere, surgiu na Escandinávia no início do século XX, sendo sua principal característica a funcionalidade, tendo, ainda, a iluminação como componente de leveza e suavidade. Além disso, os itens mais comuns nesse estilo de decoração são naturais, como a madeira, a cerâmica, o linho, a lã, plantas e peças de vidro. 


Já as cores mais usadas nesse estilo são neutras e a mobília também segue o padrão minimalista, com linhas simples, retas e peças funcionais. Os móveis são de madeira clara que, combinados aos elementos naturalistas, ajudam a criar um clima aconchegante ao ambiente, além de torná-lo contemporâneo e relaxante. 


Oriental


Se você acredita no poder das energias e em relaxamento nos ambientes ou prefere cores neutras e tons que não sejam tão alegres e vibrantes, então o estilo oriental pode ser o que mais combina com você. Ele tem uma tendência em usar poucas peças, com linhas bem simples e, geralmente, retas. 


Além disso, os elementos mais usados no estilo oriental são a fibra natural, a madeira e alguns tapetes, sempre procurando usar elementos com um toque de branco. Outra característica importante desse estilo é o uso somente de peças necessárias, sem nada supérfluo. No caso desse estilo, menos é mais, principalmente porque quanto mais itens decorativos, mais trabalho você terá, o que é o oposto do que aqueles que adotam esse estilo querem.


Industrial e Rústico


Esse pode parecer um conceito de decoração novo, porém ele surgiu nos anos 1970. Ainda naquela época, as pessoas já buscavam integrar o lar ao trabalho, com o intuito de tornar as coisas mais práticas. Foi assim que surgiram os lofts. Não faz muito tempo que esse estilo voltou com tudo e, dessa vez, veio com tendência, se tornando o queridinho da vez, porém, sem a necessidade que inspirou sua criação.


Com algumas características parecidas com o estilo rústico, a decoração industrial também usa tijolinhos nas paredes, vigas expostas e concreto aparente. A diferença entre esses dois estilos é que no rústico a natureza é fundamental e precisa estar presente em vários pontos, ideal para quem quer fugir da correria e do urbano. 


Para começar seu projeto de decoração, é essencial que você faça suas pesquisas e analise o estilo que mais se encaixa ao seu perfil, descobrindo os elementos que conversam melhor com seu espaço e que mais te encantam. E lembre-se: para mais dicas de decoração, não deixe de conferir nosso blog! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho