Curiosidades que você não sabia sobre o seguro residencial

A Nova Época já fez um post sobre como funciona e quais as vantagens do seguro residencial que explica melhor esse assunto. Porém, existem muitas informações sobre esse seguro que as pessoas não conhecem e que são importantes de saber antes de decidir qualquer coisa.  

Atualmente é muito comum que os brasileiros pensem em contratar um seguro residencial. Essa é uma pergunta que já passou pela cabeça da maioria das pessoas que procuram comprar a casa própria e é uma das decisões mais importantes, que pode ser decisiva no futuro. No entanto, nem todo mundo acha que vale à pena.

Junto com essa questão surgem outras dúvidas que podem dificultar na tomada dessa decisão, como quais as coberturas desse seguro, se ele é muito caro e se esse seguro vale para quem aluga um apartamento ou se é um documento que serve apenas para o locatário.

Porém, mesmo com tantas incertezas, é importante entender que imprevistos podem acontecer com facilidade e a qualquer momento. Por isso, contratar um seguro residencial pode permitir que você aproveite seu imóvel novo com mais segurança, já que esse documento cobre uma série de possíveis problemas.

Trouxemos esse post para complementar o primeiro post que fizemos sobre esse assunto e para enumerar curiosidades que você provavelmente não sabia sobre esse seguro, assim, podemos te garantir um maior entendimento do assunto e você tem mais tranquilidade e confiança para resolver se quer contratar esse serviço ou não. E não deixe de conferir o site da Nova Época e entrar em contato conosco caso queira esclarecer qualquer dúvida.

1. Quebra de vidros

A primeira curiosidade que muitas pessoas desconhecem é que existe cobertura para danos causados aos vidros que integram sua residência segurada. Acidentes domésticos mais comuns são aqueles que incluem vidros, principalmente de janelas, por isso, esse detalhe é importante na decisão de contratar um seguro.

Mas lembre-se: esse seguro não inclui somente janelas! Esse pacote também inclui tampos de mesa de vidro e espelho.

2. O que esse seguro não costuma cobrir

Caso você ainda não saiba, a lista de cobertura de um seguro pode variar de acordo com a companhia contratada. Por isso, é muito importante que você se atente a tudo o que está escrito no contrato antes de assiná-lo para evitar surpresas desagradáveis, se certificando de que o seguro cobre tudo o que você espera.

No momento de contratar a seguradora, é importante estar atento às exclusões do contrato, sendo as mais comuns: defeitos preexistentes, falhas da construção e furtos sem provas de arrombamento.

3. Responsabilidade civil familiar

Essa é uma cobertura adicional que garante o reembolso de despesas proeminentes de danos causados a terceiros pelo segurado, seus filhos sob sua responsabilidade, seu cônjuge, empregada domestica ou até mesmo danos corporais causados por animais de estimação.

Em resumo, caso seu cachorro morda seu vizinho ou seu filho machuque acidentalmente um amigo na escola, essa cobertura garante que seu orçamento não vai sofrer nenhum impacto ao pagar pelas despesas médicas, hospitalares e com medicamentos dos envolvidos.

4. Perda ou pagamento do aluguel

Esse é provavelmente um dos itens mais importantes dessa lista que é desconhecido por muitos. Seguros residenciais também cobrem imóveis alugados, ou seja, caso seu imóvel seja seriamente danificado por algum incidente, o seguro vai cobrir o pagamento total do aluguel durante a reconstrução.

Com essa cobertura, você e sua família ficam assegurados de estar confortáveis e bem instalados sem custos adicionais ao segurado.

5. Check-up básico

Outro fato que pode ser desconhecido é a importância do check-up básico, que é fundamental para que a seguradora saiba que os danos causados não aconteceram por falta de manutenção, mas sim por conta de um acidente.

O check-up conta com uma inspeção geral do seu imóvel, para confirmar que tudo está com a manutenção em dia, além da limpeza da caixa d’água, lubrificação de fechaduras e dobradiças, revisão da instalação elétrica e fixação de prateleiras, quadros e persianas. Lembre-se: é melhor se precaver para não precisar arcar com prejuízos futuros.

6. Responsabilidade civil empregados domésticos

Além da responsabilidade civil familiar, outra responsabilidade foi criada pela PEC das Domésticas para garantir os direitos dessa classe trabalhadora. Hoje é ainda mais importante falarmos sobre a responsabilidade civil do empregador.

Esse é um item da apólice que garante indenização em casos de invalidez permanente ou morte consequentes de acidentes sofridos pelos empregados ao desempenharem suas funções. Esse item é importante, pois uma fatalidade não é impossível de acontecer e, nesses casos, é melhor que você possa contar com um seguro para te ajudar.

A Nova Época espera ter reforçado a importância de ter um seguro residencial com esse post, além de te ajudar nessa decisão de contratar ou não esse serviço. Não se esqueça de fazer uma boa e prolongada pesquisa sobre as empresas que oferecem esse tipo de serviço para contratar a melhor.