Reciclagem criativa: saiba como funciona, suas vantagens e como adotar na sua casa ou condomínio

Com as pessoas cada dia mais conscientes sobre os impactos negativos que a produção excessiva de lixo pode causar no meio ambiente, a conscientização ambiental tem sido um tema cada vez mais discutido tanto coletiva quanto individualmente. A reciclagem criativa é uma das iniciativas sustentáveis que dá vazão a esse movimento.

Cada vez mais se fala sobre sustentabilidade e condomínios verdes, porém a maioria das pessoas nem mesmo sabe por onde começar a transformar suas casas ou condomínios em um amigo do meio ambiente. A sustentabilidade impõe necessidades que exigem mudanças não só no modo de consumir, mas principalmente no modo de descartar seu lixo.

A transformação do condomínio com adoção de práticas sustentáveis coletivas pode ser mais fácil do que você imagina. Dessa forma, muitas pessoas e condomínios residenciais vêm adotando práticas sustentáveis de maneiras não convencionais.

Pensando nisso, a Nova Época Imóveisseparou algumas dicas criativas e simples para te ajudar a tornar sua casa e seu condomínio mais sustentáveis, além de mostrar como funciona a reciclagem criativa e as suas vantagens. E não deixe de conferir nosso blog para mais dicas e informações sobre o mercado imobiliário!

Vantagens da reciclagem criativa

1. Economia

Além da contribuição para o planeta, outra vantagem de adotar o sistema de reciclagem criativa é a economia gerada por ele, sentida por todos os moradores. Isso porque ao destinar o lixo reciclável para empresas específicas, os condomínios acabam gerando uma renda que é remetida aos custos coletivos.

2. Organização do lixo

Outra vantagem da reciclagem e seus métodos alternativos que incluem os moradores de um condomínio é que eles ajudam a melhorar a organização do lixo. Quando o condomínio separa e destina um local certo para cada tipo de lixo, o ambiente acaba ficando mais preparado para administrar a grande quantidade de lixo acumulada diariamente nos condomínios residenciais.

Como adotar a reciclagem coletiva no seu condomínio

1. Separe lixo orgânico do reciclável

Existem pessoas que obtém sua renda através da reciclagem e precisam desse trabalho para sobreviver. Por conta disso, muitos condomínios têm acordos com cooperativas e com catadores individuais.

Uma recomendação para ajudar esses catadores e facilitar seu trabalho é você mesmo separar o lixo orgânico do reciclável evitando, assim, que esses trabalhadores tenham que revirar os lixos em busca dos materiais recicláveis. Essa é uma ação que também pode ser adotada individualmente.

2. Designe o lixo orgânico para a produção de adubo

A produção de adubo orgânico é uma ação benéfica para todos: além de ser de grande valor para as plantações, pois acelera os resultados, também é uma maneira simples de reciclar materiais orgânicos e diminuir a quantidade de lixo gerada pelas famílias. Essa ação também pode ser adotada individualmente.  

Uma dica é que o condomínio crie sua própria composteira, como alguns já adotaram, onde os moradores podem depositar seu lixo orgânico para ele ser transformado em adubo. Aqueles condomínios que decidirem por não optar ou não puderem adotar esse sistema podem destinar esse tipo de lixo para empresas especializadas na coleta de materiais orgânicos.

3. Incentive a conscientização mútua

A obrigação de incentivar a reciclagem no condomínio não deve pesar somente no síndico e no zelador, isso deve ser feito por todos os moradores. Por isso, é importante conscientizarmos nossas famílias e dar bom exemplo para os vizinhos, seja separando o lixo corretamente ou contribuindo com outras ações sugeridas pela administração do condomínio.

Outras maneiras como os condomínios podem adotar sustentabilidade criativa

1. Criar uma horta comunitária

Essas hortas têm aparecido cada vez mais frequentemente nos condomínios residenciais, pois é uma forma de cultivar a alimentação saudável e os ambientes verdes, que ajudam a melhorar a qualidade do ar do condomínio, melhorando também a qualidade de vida dos seus moradores. Nessas hortas, todos os moradores podem participar de algum modo, seja plantando, cuidando ou colhendo os frutos.

2. Incentivar a economia colaborativa

A economia colaborativa tem como proposta o compartilhamento de bens e serviços, sendo uma base muito importante para a sustentabilidade. Algumas ações que os condomínios podem adotar para incentivar esse tipo de economia, e que alguns já estão colocando em prática, são:

- organização de bazar entre os moradores;

- incluir o coworkingna sua estrutura;

- adotar um sistema de compartilhamento de bicicletas.

3. Gerar economia de energia em espaços comuns

Tem sido cada vez mais comum os condomínios focarem em adotar ações sustentáveis que envolvem seus espaços comuns. Algumas dessas medidas para economizar energia em espaços compartilhados são: instalar sensores de movimento, utilizar melhor a iluminação natural ou até mesmo a instalação de painéis solares.

Dicas para ajudar a tornar sua casa mais sustentável

1. Aproveite materiais recicláveis para artesanato

Papelões, potes de vidro e papéis podem ser reciclados de uma maneira mais simples do que você pode imaginar. Eles podem ser facilmente transformados em itens de decoração, basta um pouco de criatividade.

Embalagens de vidro, por exemplo, viram facilmente lindos potes, basta fazer uma pintura à mão ou usar tecidos e fitas decorando a tampa. Eles podem ser bastante úteis para guardar temperos, armazenar objetos pessoais ou colocar cotonetes e algodão. Garrafas pet customizadas e pintadas podem virar lindos vasos de plantas que podem enfeitar sua casa. Aqui basta usar sua criatividade.

2. Fique atento a taxa de consumo dos aparelhos elétricos

Outra dica importante é que você sempre verifique a taxa de consumo dos aparelhos elétricos da sua casa, pois a economia de energia é um ponto-chave da sustentabilidade para condomínios. Com a demanda por energia elétrica cada vez maior, é fato que o preço desse recurso também está aumentando.

Essa dica vale para tudo, de lâmpadas a baterias de carro. Mesmo sendo pouco, cada pouco a menos consumido gera um grande reflexo na conta de luz no final do mês.

3. Contrate um serviço de limpeza verde

Para quem ainda não conhece, o serviço de limpeza verde é feito com produtos e serviços que geram um menor impacto na saúde humana e para o meio ambiente. Esse serviço é feito a partir de matérias-primas renováveis e sem a utilização de recursos tóxicos ou voláteis, que podem contribuir para o aparecimento de problemas respiratórios e até mesmo dermatológicos.

Produtos orgânicos e biodegradáveis também precisam de menos água na sua utilização e diluição, além de a utilização de produtos concentrados diminuir o impacto ao meio ambiente por usar menos recursos naturais na sua composição e embalagens, além de reduzir custos de transporte e emissão de gases na sua distribuição e serem mais baratos que os produtos convencionais.

Com essas dicas, a Nova Época Imóveis espera te incentivar e te ajudar a ter ideias sustentáveis para adotar na sua casa e condomínio. Não deixe de conferir outras dicas no nosso blog e em caso de dúvidas entre em contato com um dos nossos associados!