Financiamento x Investimento: entenda as diferenças entre eles

A Nova Época Imóveis já falou aqui no blog tanto sobre investimento quanto sobre financiamento imobiliário, mas você sabe diferenciar esses processos? Em resumo, para começar nosso post, eles se tratam dos dois principais tipos de crédito que as pessoas procuram quando vão adquirir bens, fazer investimentos ou realizar sonhos. Você pode comprar uma casa financiada, por exemplo. 


Apesar da prevalência desses dois termos no mercado imobiliário, muitas pessoas ainda confundem o que esses termos de fato significam e como eles impactam nas decisões de grande valor financeiro. Por isso, antes de compreender suas diferenças, é fundamental entendermos como cada uma dessas linhas de crédito funciona.


Para te ajudar a compreender melhor as diferenças entre esses dois processos, a Nova Época Imóveis preparou esse post que vai se aprofundar nesses conceitos, relembrando suas definições, esclarecendo suas diferenças e a importância que desempenham nos negócios do mercado imobiliário. Não deixe de nos acompanhar aqui no blog e em nas nossas redes sociais para mais conteúdos importantes sobre o mercado de imóveis!


O que é financiamento?
 

Antes de mais nada, é importante esclarecer as definições de cada uma dessas linhas de crédito. Para começar, falaremos do financiamento, que nada mais é do que um processo financeiro onde uma financiadora, que costuma ser a instituição bancária nos casos que envolvem imóveis, oferece recursos para um indivíduo conseguir efetuar a compra de um imóvel. No financiamento, diferente do empréstimo, a financiadora sabe especificamente onde será investido o valor emprestado, pois isto é esclarecido no contrato assinado.


A financiadora paga o valor total do imóvel ao vendedor e, a partir daí, o comprador que solicitou o financiamento deve pagar a financiadora que quitou a dívida, conforme aprovado e assinado no contrato. Durante esse período de pagamento, o imóvel fica ligado à pessoa que realizou a compra, no entanto, não pode ser negociado com outros enquanto a dívida com a financiadora for completamente quitada.


O que é investimento?


Já o investimento é o termo amplamente usado não somente no mercado imobiliário, mas também no domínio financeiro. Ele faz referência ao ato de alocar recursos, como dinheiro, por exemplo, com a expectativa de gerar um benefício futuro. Esses benefícios podem vir de diversas formas, como aumento de capital, lucro, rendimentos de juros, dividendos ou até mesmo a apreciação do valor do investimento.


Geralmente, os investimentos são feitos com o intuito de proporcionar segurança financeira, de aumentar a riqueza e atender a vários objetivos financeiros a longo prazo. Além disso, eles também podem variar amplamente, desde a compra de ativos como ações, títulos e imóveis até investimentos em educação ou saúde com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e o potencial de ganhos futuros.


Qual a diferença entre financiamento e investimento?


Agora que esclarecemos a definição de cada uma dessas linhas de crédito, vamos abordar a questão central: afinal, qual a diferença entre financiamento e investimento? Embora ambos sejam fundamentais no campo financeiro, eles servem para propósitos diferentes, como pudemos observar até aqui. Isso porque o investimento é orientado para o futuro, focado em aumentar a riqueza ao longo do tempo através da compra de ativos ou participações em projetos que prometem bons retornos.


Em contraste com ele, o financiamento é mais sobre o ganho de fundos necessários, que podem ser para necessidades imediatas ou projetos específicos, através de empréstimos ou outras formas de crédito. Ou seja, ao passo que o investimento envolve colocar dinheiro em algo valioso esperando que ele cresça, o financiamento é mais voltado para a busca de dinheiro para financiar uma necessidade ou objetivo. 


Podemos dizer que ambos são estratégias cruciais que, quando usadas de maneira correta, podem não só facilitar a estabilidade financeira, como também promover o crescimento e expandir oportunidades tanto para os indivíduos quanto para as empresas. Mas é importante ressaltarmos que nos dois casos o planejamento é essencial!


E o que difere o financiamento do empréstimo?
 

Já que estamos falando desses dois tipos de linha de crédito, vamos comentar aqui também sobre o que diferencia o financiamento do empréstimo, outra dúvida muito comum. Antes, vamos relembrar o que é o empréstimo: se trata do contrato que você fecha com uma instituição financeira para receber determinado valor em dinheiro e pagar de volta em médio e longo prazo, com acréscimo de juros.


Como podemos perceber, o conceito de financiamento e empréstimo são bem parecidos, o que pode confundir ainda mais quem não está familiarizado com o assunto. No entanto, uma grande diferença entre essas duas linhas de crédito é que no financiamento o valor emprestado é usado para a compra de um bem especificado em contrato, enquanto no empréstimo o dinheiro pode ser usado como o cliente desejar, sem especificações. 


Porém, as diferenças entre ambos vão, além disso: no financiamento, o valor é liberado diretamente para quem fez a venda, ou seja, se você comprar um imóvel, o banco dá o dinheiro diretamente para a construtora, imobiliária ou para o proprietário, enquanto no empréstimo o dinheiro é entregue diretamente para o cliente. Além disso, o financiamento costuma ter taxas de juros menores por conta da sua garantia.


Outra diferença é que o empréstimo é uma modalidade com o pagamento feito em curto e médio prazo, enquanto o financiamento pode ser pago em mais de 20 anos.


Gostou do nosso post? A Nova Época Imóveis espera ter conseguido esclarecer as diferenças entre essas principais linhas de crédito do mercado imobiliário, porém, caso tenham restado dúvidas entre em contato com um dos nossos corretores, estamos sempre à disposição para ajudar com o que você precisar! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade