Conheça os diferentes tipos de piso e saiba como escolher o mais indicado para seu apartamento

Quando se trata de pisos, existem inúmeros tipos e opções no mercado, cada um com uma função. Uma dúvida comum na hora de reformar o imóvel é com relação ao piso e qual escolher. Por isso, é muito importante que você entenda a diferença entre cada um deles para então escolher o mais adequado para seu tipo de imóvel.

Mais do que apenas itens de decoração, os pisos são fundamentais para o funcionamento da sua casa. Por esse motivo você não deve focar apenas na estética da peça, mas na sua praticidade e nas suas funções. De maneira geral, é imprescindível que você opte por um tipo de piso de alta qualidade e que tenha alta durabilidade. Além disso, não deixe de prestar atenção na sua instalação para que ela seja feita adequadamente.

Para escolher o piso ideal para seu imóvel você deve levar em consideração alguns aspectos importantes, como o tipo de clima da região que você mora, a intensidade do tráfego que acontecerá no seu imóvel, o contato que o piso terá com a umidade e o estilo da decoração escolhido para o ambiente.

A Nova Época fez esse post para te ajudar a entender quais pontos que influenciam nessa escolha você deve ter em mente, para que você possa avaliar melhor o que se adequa ao seu uso diário. Não deixe de visitar nosso site e conferir nossas ofertas, nossos associados estão sempre disponíveis para tirar qualquer dúvida.

O que você deve levar em consideração na hora da escolha do piso

1. Instalação

A instalação é um ponto importante que você deve levar em consideração. É importante que você tenha em mente, na hora de escolher o piso, que a instalação varia conforme o tipo de material escolhido. Alguns modelos de piso permitem que você mesmo faça sua instalação, como é o caso do vinílico autoadesivo. Já outros materiais podem demandar uma mão de obra especializada, além de levar mais tempo para serem instalados. Lembre-se: o tipo de instalação irá influenciar diretamente no preço final.

2. Ambiente

É importante que você faça uma avaliação minuciosa do local onde o piso será instalado e qual a finalidade do espaço. Você deve fazer isso porque alguns modelos de piso se adequam melhor em cômodos de menor circulação, como no quarto por exemplo. Já outros pisos podem ser mais adequados para ambientes mais úmidos, como na varanda ou no banheiro. Por isso, a primeira etapa da escolha do piso deve ser a avaliação do uso que o espaço terá e, então, você pode se concentrar em outros quesitos.

3. Manutenção e limpeza

Como você pôde perceber, tudo varia bastante de acordo com o tipo de piso que escolher, já que cada um tem sua particularidade, e com a manutenção e limpeza isso não é diferente. Pisos cerâmicos e porcelanato, por exemplo, podem ser lavados com água em abundância. Já os vinílicos e laminados não devem ter muito contato com a água. Antes de decidir qualquer coisa, é imprescindível que você estude os pormenores dos seus modelos preferidos, assim, você pode evitar problemas e frustrações futuras.

Tipos de piso mais adequados para apartamentos

1. Porcelanato

Conhecido por ser resistente, prático e por ter requinte, o piso de porcelanato também é a escolha certeira quando falamos de piso para apartamentos. Esse material é um dos que fazem mais sucesso atualmente, já que pode ser usado em todos os cômodos do imóvel e apresenta alta qualidade. A facilidade de limpeza e manutenção é outra qualidade que chama atenção do consumidor, principalmente daqueles que têm crianças ou animais em casa.

Esse tipo de piso tem suas dimensões extensas, favorecendo a sensação de amplitude e leveza, o que o torna uma ótima opção para imóveis pequenos. Esse material suporta o tráfego intenso de pessoas e, por isso, é ideal para áreas de convivência social. Além disso, é um piso lavável já que não absorve água, o que o torna uma boa opção até mesmo para os ambientes mais úmidos.

2. Piso laminado

Muito parecido com o carpete de madeira, esse tipo de piso é o ideal para quem aprecia um bom piso de madeira. Revestidos por uma lâmina melamínica que imita madeira, esse tipo tem um custo inferior e é recomendado apenas para ambientes internos. Ele é capaz de deixar o ambiente mais sofisticado e aconchegante, além de ser muito resistente a riscos, abrasões e manchas que podem ser causados por móveis. Outra grande vantagem desse material é que ele é muito fácil de limpar.

Porém atenção, pois o piso laminado não deve ser usado em ambientes úmidos, pois apresenta baixa resistência à água. Mas não precisa ficar desesperado, já que a restrição diz respeito apenas a molhá-lo com frequência, por isso, caso você molhe o piso por acidente poucas vezes isso não o prejudicará.

3. Piso vinílico

Outro queridinho do momento pelos brasileiros é o piso vinílico. De aparência semelhante ao piso laminado de madeira, esse tipo de piso é resistente e se mantém agradável sob qualquer temperatura, sem ficar muito gelado no inverno nem muito quente no verão. Além disso, o piso vinílico é ecologicamente correto, o que é uma grande qualidade. Ele também é antialérgico e tem alta durabilidade.

A instalação do vinílico é mais simples do que muitas outras e pode até ser feita por você mesmo, já que até existem modelos autoadesivos que podem ser sobrepostos sobre o piso atual do cômodo. Outra qualidade desse material é que ele não faz barulho, evitando incômodos. É fácil limpá-lo e não requer uso de muitos produtos. Porém, evite molhá-lo muito, pois muita água pode danificá-lo. Também não é recomendado que você arraste móveis nele.

4. Cerâmica

Com propriedades muito semelhantes ao porcelanato, o piso de cerâmica é um pouco mais delicado e apresenta até versões artesanais. Por conta disso, esse material pode ser um pouco menos resistente do que os porcelanatos. Esse é outro tipo de piso que pode ser usado tanto em ambientes externos quanto nos internos já que existem diversas versões dele. O piso de cerâmica é muito conhecido por ter alta durabilidade e ser extremamente versátil.

Esse material é fácil de limpar e não precisa de cuidados extras com a manutenção, já que é mais resistente à água e não mancha com facilidade. Uma curiosidade interessante sobre esse material é que ele é considerado um tipo de piso frio porque possui propriedade de isolamento de temperatura, tendo a capacidade de manter o ambiente fresco.

5. Madeira

Um dos mais conhecidos tipos de piso é o de madeira. Prezando pelo conforto e aconchego do lugar, ao escolher esse material para fazer parte da sua casa o seu design interior fica muito mais convidativo e acolhedor. Isso se deve graças ao conforto térmico desse material e pelo fato de ser um produto natural e nobre que é capaz de levar os ares da natureza para dentro da sua casa.

Com relação à limpeza e à manutenção desse piso, é importante saber que ele exige alguns cuidados extras. Por exemplo, não é recomendável que você utilize materiais abrasivos ou solventes para limpá-lo. Para conseguir conservá-lo o mais indicado é que você use produtos recomendados pelo fabricante, como ceras ou vernizes. Caso você queira usar esse tipo de piso em áreas externas, verifique se as peças receberam tratamento impermeabilizante.

Dicas para imóveis menores

Para quem mora em um apartamento mais compacto, a escolha dos pisos deve ser ainda mais cautelosa, pois existem peças no mercado que são capazes de aumentar ou diminuir visualmente os espaços. Alguns truques podem te ajudar com isso, por exemplo, optar por pisos de tonalidades claras que não contam com muitos traçados. Esses tipos de pisos refletem a luz e ajudam a dar sensação de que o espaço é maior.

Outra dica é usar o mesmo piso para todos os ambientes, assim, não haverá uma “divisão” no olhar e isso dará a sensação de continuidade, fazendo o apartamento ficar mais amplo visualmente. Nessa situação, pisos de cerâmica e porcelanato são os mais indicados, pois podem ser usados em todos os ambientes, até mesmo nos cômodos mais úmidos e molhados. Caso o piso vinílico seja de sua preferência, opte por modelos específicos para cozinhas.

Com todas essas dicas, a Nova Época espera tornar o processo da escolha do piso do seu apartamento muito mais prático e fácil. Não deixe de pesquisar bastante antes de tomar qualquer decisão e evite frustrações futuras.