Casas geminadas: o que são e como vendê-las?

Como já dito no post Investir em imóveis vale à pena? Quais as vantagens?, o investimento no setor imobiliário é uma das formas mais seguras e tradicionais de ganhar uma renda extra, além de sempre dar retorno, mesmo em situações de crise. Uma das opções quando você investe em imóveis é investir em casas e existem inúmeros tipos delas, sendo um deles as casas geminadas.

Para investir no mercado imobiliário, seja para ganhar uma renda extra ou quando você for comprar um imóvel novo para morar, você precisa estar por dentro do que acontece nesse setor e de todas as opções de imóveis que aparecerão na sua frente. Um desses imóveis pode ser as casas geminadas, que apresentam um preço mais em conta no mercado, porém você acaba tendo um pouco menos de privacidade.

Para o corretor é preciso, além de saber o que são esses tipos de casas, saber como lidar com ela no mercado e quais são as melhores formas de vendê-las. Além disso, saber como vender esse tipo de empreendimento é essencial para que o corretor aumente sue desempenho no mercado imobiliário, ou seja, é considerado um diferencial.

Mesmo que você não esteja familiarizado com o que são as casas geminadas, assim como muitas outras pessoas, é muito provável que já tenha visto algumas pelo caminho, já que projetos de casas geminadas são muito populares, pois se trata de um projeto de imóvel econômico.

A Nova Época trouxe esse post para você que é corretor e para quem está à procura de um imóvel para investir ou comprar. Aqui nós vamos explicar o que são as casas geminadas, como elas funcionam, quais as características do seu projeto, algumas vantagens e desvantagens e vamos dar algumas dicas de como vendê-las. Não deixe de conferir nosso site e ver nossas ofertas e não se esqueça, nossos profissionais estão sempre à disposição para ajudar!

O que são casas geminadas?

A palavra “geminada” vem da ideia de gêmeos, ou seja, refere-se a algo que está duplicado, lado a lado e é idêntico ao outro. Assim, fica mais fácil de entender o conceito desse tipo de imóvel e o que ele representa. Casas geminadas, que também podem ser chamadas de conjugadas, são nada mais do que duas ou mais casas que foram construídas ligadas uma na outra e que dividem, de maneira proporcional, o mesmo lote e a mesma estrutura inicial. Essa divisão ocorre de acordo com a quantidade de construções.

Esse tipo de imóvel recebe esse nome devido à sua estrutura, onde duas ou mais construções simétricas compartilham a estrutura, a alvenaria, o telhado e a parede. Com isso, há uma otimização de espaço e investimento na hora de construí-las. Dependendo do caso, essas casas também podem ter o mesmo modelo de divisões no seu interior, sendo um arranjo invertido ao outro, mas isso não é uma regra.

Essas construções formam um mesmo condomínio e trata-se de um imóvel bem mais em conta tanto no quesito construção quanto na venda. Por se tratar de imóveis construídos em série, isso possibilita que o construtor gaste um valor bem menor no imóvel se comparado ao que ele gastaria em outros tipos de construção.

Como vender casas geminadas?

Para te ajudar a entender como vender esse tipo de construção, trouxemos algumas dicas que serão essenciais para nortear suas atitudes no processo de venda e persuasão.

1. Avalie a necessidade do seu cliente

Essa dica é recomendada e profundamente importante para todo e qualquer processo de venda imobiliária que o corretor venha a fazer. Antes de dar qualquer passo nesse processo, é fundamental que o profissional avalie a real necessidade do cliente. Mas você sabe como fazer isso?

A partir do primeiro contato que você terá com o cliente, procure escutar tudo o que ele tem a dizer a fim de compreender seus objetivos e suas ambições. Preste atenção para escutar mais e falar menos, pois apenas a partir de informações precisas que o próprio cliente apresenta é que se torna possível estabelecer os critérios que um imóvel precisa te para ser apresentado a ele. Apenas partindo do cliente é que você saberá se a venda de uma casa geminada é a melhor opção ou não.

2. Procure trabalhar com objeções

É essencial que o corretor tenha uma comunicação que vise o trabalho das objeções dos seus clientes. Um exemplo muito comum no processo de como vender casas geminadas é com relação às paredes que dividem as casas. Algumas pessoas se queixam dos cuidados necessários com o barulho, que podem ser redobrados pelo fato de uma das paredes ser dividida com o vizinho.

Porém, esta objeção pode ser facilmente trabalhada ao apontar que esse tipo de problema também acontece quando você compra apartamentos e nesse caso os vizinhos estão dos dois lados do imóvel, em cima e embaixo, diferente das casas geminadas que só dividem uma parede com os vizinhos. É recomendado que você tente sempre elencar os pontos classificados como negativos acerca das casas geminadas e, a partir disso, encontrar meios e soluções de transformar essas desvantagens em oportunidades.

3. Apresente esse tipo de construção como uma solução econômica

Caso, após traçar o perfil do seu cliente, você perceber que seu orçamento está apertado, aposte na divulgação das casas geminadas como uma opção mais econômica para o mesmo. Afinal, este tipo de construção de fato tende a ter um valor um pouco mais abaixo de outras possibilidades de imóveis presentes no mercado imobiliário. Dessa forma, você pode conquistar seu cliente a partir desse atributo.

4. Seja verdadeiro quando o cliente questionar algo

Além de apresentar sempre os pontos positivos desse tipo de construção, é importante que o corretor também seja sempre franco quando o cliente questionar sobre as desvantagens dele, pois você pode demonstrar ética e preocupação com a escolha do mesmo. Além disso, você ainda pode apresentar algumas soluções para cada um dos pontos negativos que possam aparecer.

A sinceridade é, portanto, o que conduz todo o processo de venda e todo ele está voltado para a questão da comunicação que o profissional terá com seu cliente. O corretor não deve apenas saber divulgar e vender imóveis, é essencial que ele também saiba vender soluções para seus clientes.

Vantagens das casas geminadas

1.Preço mais acessível

Como já dito acima, uma das principais vantagens desse tipo de construção é o preço mais baixo em relação à outras construções. É comum que uma casa geminada saia por um preço mais barato sem comprometer ou prejudicar sua qualidade e localização. O preço de uma casa geminada é mais baixo porque ela compartilha um mesmo lote com uma ou mais casas e esse compartilhamento de espaço e a duplicação de um mesmo projeto é o que gera economia tanto para o construtor quanto para o cliente final.

2. Manutenção

Como as casas geminadas possuem a mesma estrutura, consequentemente a manutenção também será a mesma. Isso fará com que os custos de uma possível futura manutenção sejam divididos de forma igualitária entre os moradores de todas as casas.

3. Economia na construção

Como dito mais de uma vez acima, outra vantagem das casas geminadas, que tem relação com a primeira citada aqui, é com relação ao valor da construção. Como as casa geminadas compartilham a mesma rede elétrica, as tubulações de água e esgoto, entre outros aspectos, os custos de obra das casas são reduzidos.

4. Apoio entre vizinhos

A convivência com os moradores da casa ao lado é inevitável e essa convivência pode se mostrar positiva em determinados aspectos, sendo um deles a possibilidade de desenvolver amizade entre os vizinhos, além de uma rede de apoio. Além disso, ter sempre alguém por perto é uma boa e importante medida de segurança.

Desvantagens das casas geminadas

1.Ruídos

A não ser em casos que o projeto da casa geminada tenha proteções de isolamento acústico, o que costuma ser bem difícil de acontecer, a parede que divide as casas lado a lado acaba vazando muitos ruídos da casa vizinha.  

2. Áreas comuns e privacidade

Nesse tipo de imóvel, existem várias áreas comuns que costumam ser compartilhadas, por isso, é importante que algumas regras de convivência sejam criadas e cumpridas para evitar conflitos. Assim, as áreas comuns terão uso regulamentado que servirá para uma convivência pacífica. Além disso, a privacidade é uma questão a ser ponderada aqui. Por compartilhar estruturas, é natural que a acústica dessas casas não colabore e, em muitos casos, será possível ouvir o que acontece na casa ao lado, o que limita sua privacidade.

3. Ventilação

Nesse tipo de construção, existe a possibilidade de uma das casas acabar tendo uma menor circulação de ar do que a outra. Isso se deve ao fato de que um dos lados da casa não possui espaço para uma grande janela, que ajudaria nessa questão.

4. Iluminação solar

Assim como problemas de ventilação, quem decide morar nesse tipo de construção também pode ter problemas com a iluminação solar. Isso se deve ao fato de que, como as paredes ficam grudadas, é comum que uma das casas pegue menos luz solar, o que torna o ambiente mais frio e, em determinada parte da casa, essa ausência pode acabar ocasionando problemas com infiltrações.

Agora que você conhece esse tipo de imóvel, como ele funciona, quais são suas vantagens e desvantagens e quais são as melhores formas de vendê-lo, a Nova Época espera ter ajudado você cliente a levar em consideração se uma casa geminada é o que você procura ou não e você corretor a entender o que é preciso para vender esse tipo de imóvel e ganhar credibilidade.