Retrofit: entenda melhor essa tendência da arquitetura e suas vantagens

Retrofit é uma tendência cada vez mais comum na engenharia, na arquitetura e no design que surgiu na Europa e tem como objetivo solucionar um problema: o que fazer com tantos edifícios antigos e históricos inutilizados ou com tecnologias ultrapassadas que impossibilitam seu uso. Embora a palavra retrofit seja sinônimo de reforma, na arquitetura seu conceito é um pouco diferente. 


Uma reforma normalmente envolve um processo completo de mudança no ambiente, já o retrofit tem a intenção de restaurar, adaptar e modernizar espaços antigos. A ideia aqui não é descartar a obra como opção, mas revitalizar, ou seja, dar um novo olhar e uma nova vida a determinado projeto. Pelo menos 50% dos projetos realizados na Europa são de retrofit, pois é uma melhor opção para prédios e obras que muitas vezes não podem ser demolidos. 


Ficou curioso para saber um pouco mais sobre esse tipo de projeto? Quer saber quais as vantagens de adotá-lo ao invés de investir em reformas? Então fica ligado porque a Nova Época Imóveis elaborou esse post para falar tudo o que você precisa saber sobre o assunto! E para mais informações e tendências do mercado imobiliário, não deixe de conferir nosso blog.


O que é o retrofit?


O retrofit tem como objetivo preservar determinadas características de imóveis já existentes, reaproveitando uma estrutura bem-feita. Todo o projeto é planejado com arquitetos que estudam materiais e as plantas do imóvel, fazendo trocas e inclusões que têm em vista sustentabilidade, assim como a redução de resíduos e de custos. 


Dessa forma, é possível revitalizar o espaço mantendo o estilo retrô. Podemos dizer que é uma espécie de renascimento para o local. É comum que as pessoas confundam o retrofit com os conceitos de restauração e reforma, por conta das suas semelhanças. 


Porém há diferenças entre esses conceitos: a reforma visa melhorar o imóvel sem precisar manter as características originais, enquanto a restauração procura manter todos os aspectos iniciais da infraestrutura e costumam custar mais. Já o retrofit é o meio caminho entre ambos os conceitos anteriores, preservando elementos importantes da estrutura original do imóvel ao passo que reforma e moderniza outros detalhes defasados com o tempo.


Porém atenção, pois usar o conceito retrofit em um imóvel não significa que necessariamente o espaço terá a mesma finalidade que já possuía, pelo contrário, o retrofit poderá dar espaço para ambientes novos mantendo a essência histórica e arquitetônica do imóvel. 


Além de aumentar a vida útil de um imóvel, esse conceito ainda promove melhorias sustentáveis, pois, aproveitar e atualizar um imóvel já construído pode ajudar a reduzir os impactos ambientais e evitar impactos sociais, como transtornos de grandes construções, desapropriações e necessidades de expansão de infraestrutura urbana. 


Vantagens do retrofit


Depois de entender o que de fato é o retrofit, claro que não poderíamos deixar de exaltar aqui os benefícios que podemos observar ao optar por essa técnica na reforma de um imóvel antigo. A primeira, e mais importante, vantagem da nossa lista é a valorização do projeto frente ao mercado imobiliário, presente justamente por conta do fato de essa técnica modernizar toda a estrutura do imóvel, assim como acabamentos e instalações. 


Algumas outras vantagens que podem ser percebidas com o retrofit são:

  • Revitalização dos espaços urbanos – resultado da modernização da infraestrutura do imóvel, que reaproveita espaços e ambientes, preservando sua memória afetiva, histórica e cultural dos espaços;
  • Preocupação com a sustentabilidade – a substituição de materiais antigos por versões mais sustentáveis pode ser muito proveitoso; 
  • Redução de custos – como resultado do estudo de reaproveitamento e sustentabilidade, esse processo sai muito mais barato;
  • Criação de instalações mais modernas – com o retrofit, é possível adaptar obras que antes não possuíam tecnologia nem suporte adequado; 
  • Mais rapidez – em geral, os projetos de retrofit costumam ser feitos em módulos, o que ajuda a proporcionar mais agilidade ao processo.

Sustentabilidade do retrofit


Uma parte muito importante do retrofit é o incentivo da sustentabilidade. Isso porque essa é uma questão cada vez mais importante no mercado. Faz parte do conceito do retrofit aplicar técnicas para reduzir custos e tornar a infraestrutura mais sustentável, pois esse conceito surgiu para evitar construções totalmente novas, podendo aproveitar melhor o que já existe ao passo que traz a modernidade e soluções inovadoras para suas instalações. 


O retrofit é uma tendência da arquitetura que definitivamente veio para ficar, principalmente porque ajuda a tornar as obras mais sustentáveis. Os processos realizados com essa técnica visam redução de resíduos e economia, além da modernização. A questão da renovação pode ser percebida, especialmente, na área das redes elétricas, pois elas ficam mais eficientes, assim como as fachadas que aproveitam melhor a ventilação e a luz natural. 


Como podemos observar, o retrofit é uma das soluções mais viáveis de restauração de uma obra atualmente, pois ele percebe o papel de determinada obra e edifício dentro do espaço e o valoriza de forma estética e crítica, tornando o imóvel uma referência cultural que se associa socialmente naquele meio. 


Gostou desse conteúdo? Então fique ligado no nosso blog, temos muito mais conteúdo sobre tudo o que você precisa saber do mercado imobiliário! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho