Quadros decorativos: saiba como usar essa nova tendência para deixar sua casa mais alegre e sofisticada

Na hora de decorar a casa, as paredes são como telas em branco prontas para serem personalizadas com o seu toque. Uma boa ideia é enfeitá-las com quadros decorativos para dar vida e sofisticação ao ambiente. Nesse cenário, é comum que, ao planejar a decoração de um cômodo, uma das principais preocupações seja a relação da disposição dos móveis com os quadros nas paredes.

Sem exageros que possam tornar sua casa parecida com um museu, é possível expor suas paredes com arte e contar uma história, revelando viagens, referências de personalidade, tradições e estilos. Para representar tudo isso basta investir em quadros decorativos que preencham as áreas internas do espaço, tornando sua casa mais expressiva, alegre e convidativa.

Usar quadros na decoração da sua casa para dar personalidade ao ambiente é uma solução bem versátil, já que além de conseguirem dar uma identidade única ao espaço, também é uma solução prática e econômica! As possibilidades com quadros decorativos são praticamente infinitas e com esse baixo investimento você consegue repaginar sua casa com sofisticação e elegância.

Porém, para que essas peças de decoração funcionem, agregando valor aos ambientes, você precisa estar atento a alguns fatores importantes na hora de criar uma composição para os espaços da sua casa, como tamanho, molduras, posicionamento, entre outros. Para te ajudar nesse quesito, a Nova Época Imóveistrouxe esse post com algumas dicas para você usar os quadros decorativos com elegância e da melhor forma na sua decoração!

1. Os quadros devem harmonizar com a decoração

A primeira dica da nossa lista é simples: o estilo da decoração que você está usando na sua casa também deve ser expressa na composição dos quadros decorativos. Isso porque quando falamos de quadros decorativos não estamos nos referindo às pequenas molduras de retratos, mas à grandes quadros de fotos, pinturas, pôsteres e composições de colagens e plantas vivas, murais de grandes dimensões usados para preencher paredes que acabarão se tornando pontos focais nos ambientes onde se encontram.

Esses quadros não são somente complementos ornamentais, eles contam com tamanha expressividade que às vezes parecem até ter voz e podem provocar diferentes sensações. Eles de fato estão presentes na decoração com um propósito maior do que estética, eles também comunicam, defendem ideias, representam identidade e revelam pensamentos dos moradores da casa.

Dessa forma, dá para dizer que personalizar ambientes com quadros decorativos requer cuidado e atenção especiais, pois seu peso visual sobre o resto da casa pode ser demais. Para equilibrar os quadros e o ambiente é preciso outros elementos decorativos de peso igual ao redor, por exemplo, no caso de uma decoração mais clássica, pinturas em molduras ou telas podem valorizar mais tanto as obras de arte expostas quanto a mobília. Em espaços mais modernistas e amplos é possível ousar misturando imagens de figuras geométricas, fotografias e paisagens.

Caso o seu espaço seja menor e mais intimista, compor o ambiente com gravuras misturadas com pôsteres, ilustrações e até mesmo frases de molduras e tamanhos variados. Eles ajudam a deixar o ambiente mais alegre e sofisticado, dando ar jovial e leve.

2. Os quadros decorativos devem manter uma personalidade

A primeira coisa a fazer na hora de decorar um imóvel é definir e tentar manter a sua personalidade acima de tudo no espaço para que todos os itens decorativos possam conversar em harmonia, sem exageros. Um quadro pendurado em uma parede pode dizer muito sobre os moradores do lugar e não deve ser exposto sem que consideremos a imagem que queremos transmitir.

Por conta disso, para que o ambiente tenha uma identidade única, é muito importante que a sua personalidade como morador esteja marcada também na composição dos quadros decorativos, assim, quem reside no local e quem for visitar pode se identificar com o ambiente, o que traz sentimento de acolhimento.

Como já dito antes, os quadros decorativos são muito além do que apenas peças estéticas, eles também podem ter algum valor sentimental, contar uma história e até mesmo transmitir emoções às pessoas que entram na sua casa, ajudando a criar memórias inesquecíveis.

3. Onde colocar os quadros decorativos

A verdade é que: não existem lugares específicos onde utilizar quadros decorativos, eles entram em qualquer ambiente da casa, desde sala de estar, jantar e TV à quartos, lavabos, banheiros, cozinhas, escritórios e até mesmo na garagem, basta ter parcimônia para não acabar pecando no exagero e colocando muita informação em um mesmo ambiente.

Uma ótima dica é usar os quadros para dar destaque à espaços vazios, como nos corredores, por exemplo. Normalmente, por serem usados apenas como locais de passagem sem contar com móveis para decoração, os quadros acabam sendo uma excelente opção para decorar, dando vida ao ambiente sem atrapalhar a circulação de pessoas.

Os vãos embaixo da escada são outra excelente opção para ser destacada e valorizada, já que, assim como nos corredores, também não atrapalham a circulação de pessoas e são pouco utilizados. Por ambos os exemplos citados acima se localizarem em locais mais privativos do imóvel, uma boa ideia é contar uma história com esses quadros, seja com uma pintura de família, fotos de viagem ou até mesmo poemas que remetem a memórias afetivas.

4. Os quadros devem ser posicionados em uma altura ideal

Ao decorarmos um ambiente com quadros, a harmonia geral do lugar acaba fazendo toda a diferença. Por isso, é importante que os quadros não estejam mal posicionados para não mudar o foco para o desconforto que quadros mal posicionados pode trazer. Para que isso não aconteça, é preciso que a composição dos quadros esteja na altura ideal, assim como seu alinhamento.

A altura ideal considerada para pendurar quadros é de 1,60 metros do chão até o centro da peça, medida que permite que a maioria das pessoas tenha a oportunidade de observar a obra de forma confortável.

Se for colocar os quadros próximos aos móveis, como aparadores ou sofás, é importante manter uma distância de 20-25 centímetros, assim como se pendurados acima de camas com cabeceira. Caso a cama abaixo de onde você vai pendurar o quadro não tenha cabeceira, essa distância deve ser de 60 centímetros contando a partir do chão. No caso das escadas, os quadros devem acompanhar sua inclinação.

5. Quadros decorativos não se limitam às paredes

Mais uma vantagem de usar quadros decorativos para decorar os ambientes é que você pode expor esses itens de várias formas diferentes além de pregando-os na parede. Nesse caso, uma dica ótima para quem mora de aluguel e não quer danificar as paredes é usar fita dupla face ou de silicone, dependendo do peso da moldura, para pendurar os quadros.

Outra opção para expor os quadros é apoiá-los em móveis, como bancadas e aparadores, ou até mesmo apoiá-los no piso encostados à parede. Disponibilizando os quadros dessa maneira você deixa o ambiente super moderno com um toque de sofisticação.

Outra opção é utilizar prateleiras, nichos e cantoneiras para apoiar seus quadros. Mas não precisa se preocupar: existem opções próprias para apoiar os quadros sem que eles escorreguem. Além disso, por serem menos profundas também não atrapalham a circulação, podendo ser utilizadas até mesmo nos corredores e vãos embaixo da escada.

6. Personalize de acordo com o ambiente

A área de lazer, a cozinha e o banheiro são ambientes específicos que podem desfrutar de quadros decorativos personalizados e temáticos. Eles podem ser colocados em paredes vazias ou apoiados em prateleiras e, sendo personalizados, podem remeter ao ambiente em que são colocados.

Outro lugar de passagem ótimo para decorar com quadros são os halls de entrada, que podem incluir pôsteres com frases convidativas ou que remetem à personalidade dos moradores, deixando sua casa com o ar mais aconchegante logo na entrada.

Já nas áreas de lazer, é possível mesclar quadros que fazem referência às atividades preferidas dos moradores com objetos pessoais ou esportivos, dando um ar mais despojado e alegre para o ambiente, além de acrescentar personalidade.

7. Como colocar diferentes quadros na mesma decoração

A atenção ao decorar sua casa com quadros decorativos deve ser redobrada, pois requer um pouco de senso de bom gosto e principalmente de bom senso. É possível exibir diferentes quadros com memórias afetivas diferentes, no que decoradores profissionais chamam de “parede de memórias”, porém, o ideal nesses casos é tentar agrupar peças que tenham estilos parecidos, mesmo com molduras e figuras diferentes.

Outra ótima ideia é agrupar quadros similares, porém com figuras diferentes, em molduras da mesma cor e tamanho. Por exemplo, quadros com diferentes figuras em preto e branco, mas molduras iguais. Ou até mesmo obras de estilos diferentes, porém todas com a mesma cor, também conseguem um efeito sofisticado e moderno.

É recomendado que, antes de pendurar os quadros, você faça uma “maquete de parede” usando um desenho em escala reduzida e proporcional às medidas dos quadros para ter uma ideia de como agrupá-los da melhor maneira. Com isso, é possível entender os pesos visuais de cada quadro e dos demais itens da decoração do espaço. Lembre-se: considere sempre o equilíbrio, a harmonia e a proporção.

Gostou das dicas e ideias que a Nova Época Imóveis deu aqui? Então teste em casa! Use da sua criatividade e bom gosto, você pode se surpreender. Para outras dicas, não deixe de conferir nosso blog e caso você queira saber mais sobre o mercado imobiliário não deixe de entrar em contato com um dos nossos corretores!