Psicologia das cores: como ela pode te ajudar na hora de decorar um quarto infantil

Com o dia das crianças chegando, a Nova Época decidiu fazer esse post em homenagem a todos os baixinhos para falar um pouco mais sobre como decorar um quarto infantil. Essa pode ser uma tarefa difícil, principalmente se a criança ainda é pequena demais para ter gostos e opinião formada. Porém, com algumas dicas simples, e possível tornar tudo mais fácil e rápido. Nesse post vamos falar sobre como usar uma composição harmônica, com as cores certas, é importante e como pode fazer toda a diferença na percepção da criança.

As cores têm uma influência muito forte sobre o comportamento e as emoções das pessoas, além de dizer muito sobre a personalidade delas. Elas também influenciam o estado psicológico dos seres humanos de várias formas, tendo cada uma um efeito diferente sobre nós. Tudo isso deve ser levado em conta ao decorar um quarto, especialmente quando o cômodo em questão é de uma criança.

Nesse post vamos explicar o que é a psicologia das cores, como ela pode te ajudar na hora de decorar um quarto infantil e quais as melhores cores para escolher, levando em consideração como as cores influenciam no comportamento e desenvolvimento de uma criança. E não se esqueça de conferir as inúmeras ofertas no site da Nova Época! E lembre-se, nossos profissionais estão sempre à disposição para ajudar com dúvidas.

O que é a psicologia das cores?

Para quem ainda não conhece, a psicologia das cores é a área de estudo que analisa a maneira como o cérebro humano interpreta e transforma cores em sensações e sentimentos e como elas podem influenciar no comportamento de cada um. Ou seja, estuda a forma como nosso cérebro reage aos principais tons que nos rodeiam diariamente, como: amarelo, azul, laranja, roxo, verde, vermelho e infinitas outras cores.

Essa técnica é muito usada no cinema, por exemplo, para transmitir sensações, sejam elas de medo, felicidade ou carinho. Identificar os tons de cores é algo subjetivo, contudo, alguns efeitos podem trazer resultados bastante afeitos quando bem aplicados.

Utilizar a psicologia das cores na arquitetura pode ajudar bastante no desenvolvimento e no aprendizado do seu filho já que, estando rodeadas de diferentes tipos de tonalidades, as crianças podem ficar mais atentas e começar a associar as cores a outros objetos que vão conhecendo ao longo do crescimento. Por isso é muito importante prestar atenção na hora de decorar o quarto dos seus filhos, principalmente desde que eles são bem pequenos.

Cores e sensações que transmitem

Agora que você já sabe o que é a psicologia das cores, nós vamos apontar quais as melhores opções de cores para decorar o quarto dos pequenos e quais as sensações elas transmitem, assim, você pode decidir qual é a melhor cor para seu filho.

1. Verde

Além de remeter à natureza e à ecologia, em nosso cérebro o verde é a cor de plantações viçosas e de colheitas fartas, ou seja, remete à juventude e à prosperidade. Considerado um sedativo, essa cor é capaz de amenizar dores de cabeça, cansaço e até mesmo tensões nervosas. Essa cor é recomendada para ser usada em mantas, lençóis e cobertores. Ressaltar esse tom com uma boa iluminação deixa a cor mais ressaltada e o ambiente mais limpo.

2. Amarelo

Esse tom é considerado bastante versátil, podendo ser usada em diversos espaços, como: cortinas, travesseiros, escrivaninhas e claro na parede. Esse tom remete à alegria, transmitindo um sentimento enérgico e dando ao quarto um toque bem iluminado. Na psicologia das cores, o tom amarelo remete à sensação de felicidade e otimismo. Sendo a cor do sol, ela é a ideal para incentivar a criatividade da criança em suas atividades escolares.

3. Branco

Essa cor é quase um clássico. Quando alguém não sabe qual cor usar, a opção mais segura é sempre o branco. Mas muitos não sabem qual o significado por trás dessa cor e quais as sensações que ela passa. Segundo a psicologia das cores, o branco remete não somente à paz, mas também à harmonia e pureza. É uma ótima cor para pintar o quarto do seu filho, pois traz tranquilidade e conforto para a criança.

4. Rosa

Conhecida pela sua delicadeza, a cor rosa é vista pela psicologia das cores como um tom que traz energia para o ambiente, sendo visto como um tom divertido que se encaixa muito bem com a inocência e a doçura da infância. Essa cor remete à sensação de calma, além de tornar o ambiente mais relaxante e ser ótima para espaços pequenos. Porém cuidado, pois esse tom remete a essas sensações positivas se não for usado de forma exagerada. Em casos onde for usar essa cor para decorar um quarto de criança, procure usar seus tons mais claros e pastéis.

5. Roxo

Além de ser considerada a cor da realeza, o roxo ainda é também associado ao luxo, à sabedoria e à espiritualidade. Bastante sofisticada e com um toque clássico, essa cor ainda remete à justiça e pode trazer inspiração em diferentes situações. O roxo tem um leque de tons e dependendo de qual você escolhe, seja ele um tom pastel ou mais escuro, as sensações que ele remete serão diferentes, mas todas positivas. Além disso, o roxo ainda pode ajudar a reduzir a ansiedade e o medo dos baixinhos, aumentando ainda o poder de criatividade.

6. Laranja

Conhecida por remeter ao verão e às sensações que ele traz, como alegria, juventude e confiança, a cor laranja ainda é vista como um facilitador da comunicação entre os moradores, trazendo ainda aconchego para o ambiente. Uma vez combinado com o amarelo, por exemplo, ainda é capaz de aumentar o apetite. Também versátil, essa cor pode ser usada nos mais diversos ambientes.

7. Marrom

O marrom é uma cor proveniente de vários tons quentes e terrosos, como o bege claro, por exemplo, que costuma acalmar o ambiente e remete à sensação de acolhimento. Uma boa ideia é juntar tons com nude e bege com detalhes branco, assim, você consegue reforçar esse sentimento e tornar o ambiente ainda mais tranquilo e acolhedor.

8. Vermelho

Diferente de todas as outras cores citadas aqui, o vermelho não é um tom recomendando para você decorar o quarto do seu filho. Muito associado à violência e agressividade, o vermelho pode facilmente aumentar os níveis de frequência cardíaca e respiração, gerando dores de cabeça e inabilidade de foco. Porém, o uso do vermelho é permitido se este for feito somente nos detalhes, já que essa cor também pode trazer boas energias e ajudar nas habilidades atléticas.

Lembre-se: você pode usar essas dicas para decorar o quarto do seu filho não importa sua idade, além de poder tirar algumas inspirações para outros cômodos da casa. A Nova Época espera ter te ajudado a entender em quais cores você deve investir para ajudar no crescimento e desenvolvimento do seu filho.  Não se esqueça de visitar nosso site e caso tenha dúvidas basta entrar em contato conosco!