O que você deve considerar na hora de comprar ou alugar um imóvel para trabalhar

Muitos profissionais, especialmente autônomos, optam por montar um espaço próprio para trabalhar e, para isso, eles compram ou alugam um imóvel. Porém, é preciso lidar com algumas questões antes e depois de encontrar um imóvel para trabalhar. Isso porque, até então ele era responsável somente por executar seu trabalho, porém agora ele também será responsável pela administração e gestão do seu negócio. 


Comprar ou alugar um imóvel para trabalhar é uma decisão tão importante quanto no caso de um imóvel para morar, exigindo tanta pesquisa e análise quanto, para que seu negócio seja bem sucedido. Por isso, na hora da decisão de qual imóvel comprar ou alugar, é preciso considerar a estabilidade do empreendimento e se essa aquisição se encaixa nas suas projeções para o futuro. 


Sendo assim, muitas vezes comprar é um melhor e mais seguro investimento, enquanto alugar pode se mostrar um gasto desnecessário para suas contas. Por outro lado, em outras situações, optar pelo aluguel pode significar deixar as possibilidades de expansão do negócio em aberto, sem comprometer seu orçamento. Além disso, a localização onde você deseja colocar seu negócio também pode ter uma ação positiva ou negativa sobre suas oportunidades.


Deu para perceber que essa não é uma tarefa fácil nem rápida, certo? É necessária muita pesquisa, avaliação e cuidado para tomar a melhor decisão e não prejudicar seu orçamento ou negócio.  Para te ajudar, a Nova Época Imóveis fez esse post para falar um pouco sobre o que você deve levar em consideração na hora de comprar ou alugar um imóvel para trabalhar. E para quem se interessa pelo mercado imobiliário, não deixe de conferir mais dicas no nosso blog


O que levar em consideração ao comprar ou alugar um imóvel para trabalhar?


1. Análise e organize as finanças


Antes de tomar qualquer decisão, é imprescindível que você separe um tempo para analisar como está o seu orçamento. Nesse passo, você precisa separar suas finanças pessoais das finanças do seu negócio, afinal, sua escolha vai depender muito da perspectiva. Quando a compra é feita com finanças pessoais, por exemplo, comprar um imóvel em um bairro em expansão, ou seja, que está recebendo investimentos do poder público e do privado, é sempre uma ótima opção. 


Já do ponto de vista das finanças da sua empresa, é necessário analisar se ela está gerando dinheiro suficiente para bancar um imóvel, além de ainda manter as reservas necessárias para continuar funcionando durante possíveis crises e para mais investimentos no futuro. Caso você chegue à conclusão que sua empresa ainda não tem dinheiro suficiente, alugar pode ser a melhor opção.


2. Coloque tudo na balança


Assim como em muitas outras questões que temos que tomar na nossa vida, aqui também existem prós e contras. Por isso, é fundamental que você as coloque em uma balança e avalie o que tem mais peso no seu futuro, ou seja, a questão não é avaliar em curto ou médio prazo, mas pensando em como essa decisão vai afetar o futuro do negócio.


A questão do preço pode interferir e muito na hora da decisão, tornando-a ainda mais difícil. Por isso, antes de decidir qual imóvel comprar ou alugar para o seu negócio, você precisa levar em consideração a necessidade, o orçamento disponível e os resultados futuros que você gostaria de ter. 


3. Planejamento é tudo


Deu para perceber, até agora, que escolher a alternativa perfeita para o seu negócio requer muito planejamento e cuidado. Por isso, não se apresse nem apresse o processo. Procure ter calma, fazer uma ampla pesquisa e colocar todas as suas considerações em um papel, ter tudo listado e na sua frente pode te ajudar a balancear suas opções melhor.


Quando você precisa tomar uma decisão tão importante, que vai significar um grande investimento, você não pode levar em consideração apenas a necessidade, mas também qual das opções que você tem trará o melhor custo-benefício, para que seu negócio não saia prejudicado. 


Comprar ou alugar um imóvel para o seu negócio: quando saber a melhor opção?


É comum que muitos profissionais, quando decidem abrir seu próprio negócio, se questionem sobre qual seria a melhor escolha: comprar ou alugar um espaço? Essa decisão irá refletir nas finanças do seu negócio, por isso vamos analisar essas opções e apontar suas vantagens e desvantagens.


Quando a melhor opção é comprar?


Comprar um imóvel pode ser uma alternativa mais viável para aqueles profissionais mais experientes e estabilizados no mercado. Com o passo que eles estão dando, esse pode ser o investimento e a segurança que precisam. Ao se tornar proprietário do lugar onde você trabalha, é possível usá-lo como quiser. Dessa forma, é possível fazer reformas, adaptações e expansões sem precisar de autorização prévia.


Vantagens

 

  • O imóvel se torna um ativo da empresa – você pode vendê-lo ou alugá-lo durante uma crise ou caso precise mudar de espaço, por exemplo;
  • Dependendo da localização, é um investimento a longo prazo – caso você escolha um imóvel em um bairro em expansão, ele pode se valorizar ainda mais com o tempo, o que representa um bom investimento.


Desvantagens


A compra de um imóvel pode até ser um investimento, porém também pode comprometer o seu orçamento, dependendo da sua situação financeira e dos valores envolvidos. Logo, os gastos com um financiamento ou compra podem acabar sendo superiores ao de um aluguel, o que pode colocar este como sendo a melhor opção no momento.


Caso você tenha começado a trabalhar sozinho recentemente ou for novo na sua profissão, esse pode ser um risco que não vale correr no momento. Dependendo do seu planejamento, comprar um imóvel pode comprometer seus planos de expansão.


Quando a melhor opção é alugar?


Já essa alternativa é mais para os profissionais no início da carreira ou que estão montando um espaço para trabalhar pela primeira vez. Por não terem clientela fixa, ainda não é possível determinar se a localização do imóvel escolhido atende ao seu perfil e ao perfil do seu público. 
Além disso, alugar também não compromete seu capital de giro logo no começo e garante um orçamento maior para planos futuros. O aluguel também é mais flexível, afinal, caso seu negócio cresça e você precise de mais espaço, é mais fácil mudar para um imóvel maior.


Vantagens

 

  • Facilidade de encerrar o contrato em caso de mudança;
  • Possibilidade de dividir o aluguel com outros sócios ou colegas;
  • O locatário não é responsável por custos com documentação, manutenção e impostos.

 

Desvantagens

 

  • Reajuste anual do valor do aluguel;
  • Em alguns casos o locatário não tem autonomia para fazer reformas ou adaptações;
  • O locador pode pedir a desocupação ao fim do contrato, obrigando o locatário a se mudar às pressas.


Gostou das nossas dicas? Não se esqueça de fazer uma boa pesquisa e planejamento antes de decidir o que fazer! E caso você esteja procurando por um imóvel, seja para morar ou para os negócios, não deixe de conferir nosso site, lá temos todos os tipos de imóveis para você! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho