Mitos e verdades sobre as reformas

Decidir fazer uma reforma nem sempre é uma decisão fácil de tomar, pois na hora de fazer obras muitas dúvidas podem surgir a respeito do que se deve ou não fazer no imóvel e do que vale à pena ser feito. Antes de tomar qualquer decisão, porém, é essencial que essas dúvidas sejam solucionadas de forma correta para não gerar problemas no futuro.

Dúvidas com relação a qual material utilizar na reforma, por onde começar e o que fazer são alguns exemplos de questionamentos comuns e naturais que podem surgir no meio de uma obra. Porém, tome cuidado com os mitos que existem sobre esse assunto, pois eles podem se misturar com a verdade e complicar todo o processo e até mesmo seu planejamento.

Os mitos podem passar de geração para geração, ou seja, a crença que seu pai tem sobre reformas e te ensinou pode não ser a verdade. Por isso, é essencial que você faça suas pesquisas antes de começar as reformas para saber diferenciar os mitos das verdades. É importante também ficar atento a esses mitos na hora de decorar seu imóvel para não complicar na hora de tomar suas decisões. Esse processo é bem mais fácil e prático do que alguns fazem parecer.

Para desmistificar algumas das questões mais comuns sobre a reforma de casa e para apontar o que é verdade, a Nova Época fez esse post enumerando o que você deve ou não acreditar sobre esse processo. Com isso, esperamos facilitar não só seu planejamento, mas também o trabalho que será feito. Não se esqueça de visitar nosso site e conferir nossas ofertas. E caso você ainda tenha alguma dúvida, entre em contato conosco que podemos te ajudar!

1.Algumas paredes não podem ser derrubadas

Verdade. Antes de decidir derrubar alguma parede, você precisa verificar se ela faz parte da estrutura do imóvel. Caso seja positivo, então, você não poderá derrubá-la, visto que ela exerce a função de apoio ou sustentação. Isso quer dizer que ela suporta o peso estrutural da construção e é indispensável.

Caso seu imóvel seja sustentado por pilares ou vigas e as paredes não sirvam para nenhuma função essencial, servindo apenas como divisórias, então elas podem ser colocadas a baixo sem grandes problemas. Porém, fique sempre atento a tubos e fios que podem passar por elas. Verifique antes de começar a demoli-las.

2. Reformas sem profissionais saem mais baratas

Mito. Esse é um erro clássico cometido por aqueles que começam a reforma já pensando em economizar o que der. Porém, ao contrário do que pensa a maioria, abrir mão da ajuda de profissionais experientes pode sair ainda mais caro, pois são eles que auxiliam o dono do imóvel a tomar as decisões com melhor custo-benefício.

Além de garantir a segurança do seu bem, que é sua tarefa principal, um arquiteto ou engenheiro contratados podem estimar não só o número ideal e necessário de trabalhadores, mas também o material necessário para a obra, o que evita desperdícios ou gastos desnecessários. Ter a ajuda de profissionais capacitados também vai evitar erros e futuros gastos para concertá-los.

3. É aconselhável comprar revestimentos e pisos com sobras de 10% a 15%

Verdade. Comprar esses materiais com “folga” permite que possíveis contratempos na hora do seu manuseio sejam compensados, assim, você não precisa se preocupar com perdas de material ou de tempo. Essa sobra ainda pode ser usada para rodapés, acrescentando detalhes que podem fazer a diferença. A porcentagem de sobra depende do profissional que está fazendo a obra, por isso, fale com ele antes de comprar os materiais para saber a quantidade que será necessária.

Além disso, a tonalidade dos revestimentos e pisos é outro fator que é preciso ser levado em consideração, pois, é natural que cada peça tenha sua fornada de tonalidade própria fabricada e há o risco dela sair de linha com o passar dos anos. Por isso, quando houver necessidade de reparo futuro, as sobras de material podem evitar dores de cabeça.

4. Rachaduras e trincas são simples de serem concertadas

Mito. Rachaduras e trincas podem estar relacionadas com problemas estruturais muito sérios da construção, incluindo até infiltrações. Por isso, para lidar com fissuras da maneira correta, é preciso uma análise profissional mais aprofundada para descobrir o que está causando esses problemas. Lembre-se: cada tipo de trinca e fissura têm causa e solução específicas.

Mesmo quando se trata de rachaduras mais superficiais e mais fáceis de identificar, que se localizam no nível da argamassa ou da tinta, ainda assim somente um profissional qualificado pode afirmar em qual nível se encontra essas imperfeições e, assim, oferecer a solução para esse problema.

5. A parte de tubulação custa cerca de 3% da construção

Verdade. Pode ser observado que, comparado com os demais custos de materiais de construção, o investimento e orçamento das tubulações é bem menor. Por conta disso, os profissionais aconselham que seu investimento nessa área seja feito em materiais de qualidade, assim, você previne retrabalho e gastos extras no futuro.

6. Não é preciso se preocupar com o descarte de materiais

Mito. Não caia nessa conversa porque, ao contrário do que muitos pensam, é importante sim que você fique atento ao descarte dos materiais já que existem sansões e multas para punir quem não se importa em seguir a legislação na hora desse descarte. Hoje em dia já existe uma legislação específica para isso.

Como as prefeituras têm suas próprias regras, é importante que você conheça todas e, para isso, basta entrar em contato com esse órgão da sua cidade. Lembre-se: essas regras servem para qualquer tipo de reforma, seja ela grande ou pequena.

7. Lâmpadas de LED podem economizar mais de 80% da energia

Verdade. Apesar de exigirem um investimento inicial maior do que outros tipos de lâmpadas, as lâmpadas de LED são a opção mais econômica e eficiente a longo prazo, podendo diminuir sua conta em um número considerável, além de durar mais tempo, evitando trocas constantes.

Depois de ter esclarecido o que é verdade e o que não é a Nova Época espera que você tenha muito mais tranquilidade e facilidade para fazer uma reforma ou obra no seu imóvel. Não se esqueça de pesquisar toda e qualquer dúvida que você tenha, pois é importante iniciar esse processo com tudo esclarecido para evitar contratempos ou frustrações.