MetrôRio: conheça um guia completo do metrô do Rio de Janeiro e saiba como usar esse transporte

O famoso MetrôRio é a segunda maior linha de metrôs do país, ficando atrás somente do metrô de São Paulo. Com suas 4 linhas e um total de 41 estações, é normal que muitas pessoas ainda se percam e não estejam familiarizadas de como usar esse transporte público. Ele é um dos transportes mais usados pelos moradores e visitantes da cidade, oferecendo uma forma mais eficiente e rápida de se locomover pela capital fluminense. 


O MetrôRio é composto por linhas subterrâneas e superficiais que ligam diferentes regiões da cidade, facilitando a vida de quem precisa ter fácil acesso de um bairro a outro. Fundado em 1979, circulam pelo MetrôRio mais de 800 mil pessoas por dia, de acordo com o site da própria companhia. As estações de metrô também são equipadas com catracas, plataformas e sinalização adequadas para orientar os passageiros. 


Atualmente, o MetrôRio oferece quatro linhas: linha 1 Laranja (General Osório/Ipanema - Uruguai/Tijuca), linha 2 Verde (Pavuna - Botafogo), linha 4 Amarela (Jardim Oceânico – General Osório) e a linha 3 Azul, que liga a estação de Arariboia, no centro de Niterói, com Guaxindiba, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Além disso, um projeto da cidade prevê que a Linha 5 ligará a Gávea com o bairro Carioca. 


Quer saber mais sobre o MetrôRio e como usar esse transporte da melhor maneira a seu favor no dia a dia? A Nova Época Imóveis explica tudo o que você precisa saber, como ele funciona e quais os principais pontos próximos que você pode acessar por meio dele. Para mais dicas da cidade do Rio e informações importantes sobre o mercado imobiliário, não deixe de acompanhar nosso blog


Como funciona o MetrôRio? 


É através do MetrôRio que se chega ao Terminal das Barcas, que dá acesso aos municípios próximos, ao Aeroporto Santos Dumont e às integrações da Supervia, do  VLT, que opera sob trilhos na superfície com a ajuda da energia elétrica, e do BRT. Para usar o MetrôRio, é importante ter em mente qual região da cidade você quer chegar e, a partir disso, analisar qual linha você deve pegar, pensando em qual das linhas disponíveis está a estação mais próxima do seu destino. 


O MetrôRio disponibiliza em suas estações de metrô mapas com os dois lados das linhas. A partir deles você pode descobrir qual direção deve seguir. 


Quais os horários de funcionamento do MetrôRio?


O metrô opera em horários estabelecidos, com serviços diários que incluem os finais de semana e feriados. Seu horário de funcionamento do metrô costuma ser das 5h da manhã à meia-noite de segunda a sábado e das 7h da manhã às 23h, domingos e feriados. Porém, é importante ressaltar que algumas variações de horário podem acontecer em situação específicas, como em obras de manutenção programadas ou eventos especiais, por exemplo. Essas variações podem resultar em horários de início ou encerramento dos serviços diferentes. 


É importante ficar sempre de olho nas possíveis alterações na programação atualizada do MetrôRio. Você pode consultar essas informações no site oficial do metrô ou através do aplicativo que ele disponibiliza para smartphones. 


Qual o preço da passagem do MetrôRio? 


Agora que sabemos como o MetrôRio funciona, é importante entender como ele pode ser pago. O metrô do Rio opera pelo sistema de integração tarifária, que permite que os passageiros usem formas diferentes de transporte com uma única tarifa. Os valores das tarifas do MetrôRio vão variar de acordo com o tipo de cartão que você usa e pela distância percorrida. 


Os principais tipos de cartões são: 


Bilhete Único Carioca 


Esse é um cartão usado pelos moradores da cidade do Rio. Com posse do Bilhete Único Carioca, você pode usar o metrô e outros meios de transporte públicos, como ônibus, pagando uma única tarifa integrada. Os valores das tarifas são atualizados periodicamente, podendo ser consultados no site oficial do Bilhete Único Carioca. 


Bilhete Único Intermunicipal – BUI


Já esse é um cartão usado para quem usa o transporte público entre municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Com o BUI, você pode fazer a integração desse metrô com ônibus intermunicipais e outros meios de transporte também pagando uma única tarifa. Esses valores também são atualizados e estão disponíveis no site oficial do Bilhete Único Intermunicipal. 


Cartão pré-pago Giro


É um cartão de transporte pré-pago também usado no MetrôRio. Com o cartão Giro, passageiros podem carregar créditos e utilizá-los para pagar as tarifas do metrô. Assim como nos outros dois tipos de cartão, os valores das tarifas também são descontados automaticamente do saldo disponível no cartão. 


É importante ressaltarmos que os valores das tarifas do MetrôRio podem alterar ao longo do tempo por conta de revisões tributárias realizadas pela concessionária. Logo, o ideal é estar sempre atento ao site oficial do MetrôRio ou ter informações atualizadas regularmente no momento que for usar seus serviços. 


Com a vasta rede do MetrôRio e suas interconexões disponíveis, é compreensível que os imóveis próximos às estações do metrô sejam valorizados, pois combinam mobilidade com comodidade e acesso facilitado a infinitos serviços e atrações turísticas. 


A Nova Época Imóveis espera que esse post te ajude a entender melhor como se locomover pela cidade do Rio de Janeiro. E lembre-se: compra, venda e avaliação de imóveis é com a Nova Época
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade