Formas de como valorizar seu imóvel

Antes de darmos o passo gigante de comprar seu imóvel e ter sua casa própria, nós consideramos muitas coisas. Melhores formas de pagamento, empresas e profissionais de qualidade, tudo conta quando estamos buscando tomar uma decisão tão grande. E uma das coisas que pode decidir no momento da compra é o sentimento que o imóvel nos passa.

Por isso, garantir a boa apresentação de um empreendimento acaba fazendo toda a diferença. A valorização do imóvel na hora da venda tem a capacidade de te gerar um novo cliente, satisfeito e apaixonado pela escolha que fez.

 

Mantenha a manutenção preventiva em dia

A primeira coisa a ser feita é a vistoria com manutenção preventiva.

Não é nenhum segredo que imóveis, mesmo aqueles mais novos e em melhor estado, podem apresentar pequenos “defeitos” de funcionalidade. O problema pode acontecer devido ao tempo de uso, em casas mais antigas, ou um simples problema de instalação. Nada que não possa ser diagnosticado e reparado por uma equipe de vistoria.

Sabendo disso, existem alguns aspectos primários que devem ser analisados numa vistoria: possíveis manchas de mofo ou infiltração, rachaduras de paredes e pisos, pinturas envelhecidas, vazamentos em torneiras e chuveiros, mau funcionamento de tomadas e interruptores, dedetização em casos de necessidade, entre outros reparos. 

É importante que o dono do imóvel seja avisado de possíveis problemas e garanta a verificação de cada um deles. Afinal, quando se busca uma casa, automaticamente se busca um modelo de vida. E essa ideação pode ser muito prejudicada caso o imóvel não esteja cumprindo os padrões mínimos de qualidade.

Regulamente os documentos 

Para garantir que todas as documentações do imóvel estejam em dia, é necessária uma boa comunicação entre incorporadora e dono do imóvel. Portanto, garanta que seu corretor encarregado pelo empreendimento tenha certeza sobre a regularidade de todos os documentos referentes a ele.

Além de passar mais segurança para o cliente, um imóvel com documentos regulares diminui potenciais problemas da negociação e acaba valorizando ainda mais o empreendimento. Ou seja, todo mundo sai ganhando.

Conheça o perfil interessado no imóvel

Muito mais que entender o público da sua incorporadora, é necessário que você esteja ciente sobre o nicho específico com o qual cada imóvel conversa. É importante, para isso, que você garanta que o corretor encarregado por determinado empreendimento estude bem o perfil de público que se atrai por ele.

Enquanto imóveis mais caros podem se comunicar com um perfil mais adulto, tradicional e de renda mais alta, empreendimentos mais aconchegantes podem atrair um público mais jovem, solteiro ou moderno. Mas a única forma de descobrir com assertividade quais são as características de público para cada casa é entendendo o mercado e estudando cada aspecto do imóvel.  

Algumas coisas precisam ser consideradas pelo corretor: idade média do público, poder de compra, classe social, constituição familiar e localização geográfica, por exemplo, são aspectos importantes.

Repagine o local de acordo com o público-alvo

Uma vez tendo entendido o nicho específico atraído por cada imóvel, chegamos no momento de colocar a mão na massa.

Isso mesmo, a decoração pode ter um papel extremamente relevante na hora de vender uma casa. Através dela, o potencial cliente pode ter um lapso das possibilidades que o futuro naquele imóvel reserva. E, com isso, as chances de fechar a compra aumentam.  

A melhor dica nessa hora é garantir que a pessoa responsável pela decoração do local saiba o que está fazendo: seja o próprio corretor, seja um profissional contratado, é importante utilizar boas estratégias tanto para deixar o ambiente mais agradável quanto para chamar a atenção do público-alvo daquele empreendimento. 

Algumas peças-chave em imóveis já mobiliados são: uso de almofadas, velas aromatizantes, quartos organizados, objetos decorativos impessoais e neutros. Outra dica importante é a retirada de quaisquer itens excessivamente pessoais como escovas de dentes, peças religiosas e roupas. 

Garanta uma boa iluminação

A iluminação deve ser um dos principais focos na hora de planejar a visita a um imóvel. 

Garantir uma iluminação adequada é relevante por muitos motivos: a claridade traz mais respiro para o ambiente. Além disso, dá a ilusão de amplitude, coisa muito levada em consideração na escolha da casa própria. Finalmente, a luz dentro de um imóvel permite que o consumidor análise todos os pontos importantes para a compra, transmitindo mais segurança e profissionalismo.

Além da iluminação artificial, que deve ser checada durante a vistoria, preze pela luz natural. Se possível, abra janelas, áreas de ventilação e portas. Resumidamente, faça o máximo para contribuir com a circulação de ar dentro dos cômodos. Isso trará mais conforto para seu cliente.

Conheça tudo sobre a localização do imóvel

Resolveu tudo o que era possível dentro do imóvel? Pronto, agora é a hora de entender o máximo possível sobre seus arredores.  

A localização pode influenciar bastante sua venda. Então, esteja atento a todos os possíveis impulsionadores de compra que circundam o empreendimento. Saiba a distância do centro, farmácias e supermercados. Tenha uma noção sobre a vizinhança e sobre os principais pontos de lazer das proximidades. Garanta, por fim, que seu comprador sabe para onde está se mudando. 

 

Vender um imóvel não é mágica alguma. É, sobretudo, preparo!

Hoje, você conseguiu aprender mais sobre a valorização de imóveis no momento da venda, as principais formas de apresentar empreendimentos e com o que se preocupar em cada uma dessas etapas. Agora, é hora de colocar o aprendizado em campo e partir para cima.

Nosso artigo foi útilpara você? Então que tal compartilhar e permitir que outras pessoas tenham acesso a esse material?