Dicas de como minimizar as brigas entre irmãos que compartilham o mesmo quarto

A convivência entre duas pessoas, especialmente quando se trata de crianças da mesma família, pode acabar gerando conflitos. Por isso, caso o plano seja que seus filhos dividam o quarto, é importante conhecer algumas maneiras de ajudar a tornar o ambiente mais agradável e diminuir as brigas entre os pequenos, melhorando a rotina de todos os moradores da casa.


Por conta da divisão de alguns espaços na casa, é comum crianças e adolescentes acabarem perdendo um pouco da sua privacidade por conta do contato direto com seus irmãos. Muitos acabam até tendo que dividir o quarto para dormir e passar o tempo, o que acaba causando muitas brigas. Por conta disso, muitos pais acabam tendo que remediar esses conflitos para manter uma convivência mais saudável.


Porém, é preciso saber que, por mais natural que isso possa ser, existem algumas maneiras para tornar esses conflitos mais raros e oferecer aprendizados para que seus filhos possam entender como resolver certas situações sozinhos. Pensando nisso, a Nova Época Imóveis preparou esse post com algumas dicas e conselhos práticos para que você consiga trazer uma melhor convivência e aplicar novas dinâmicas no dia a dia dos seus filhos.


Ensine-os a dividir


Para entender como ajudar a melhorar a rotina de irmãos que dividem o mesmo quarto, é importante saber que um dos principais motivos de brigas entre filhos pequenos são os brinquedos e isso pode acabar em uma grande confusão. Este costuma ser o momento em que muitos pais resolvem tirar o brinquedo das crianças para acabar com o mal pela raiz. No entanto, isso raramente faz com que o conflito acabe, pois eles naturalmente vão gerar um novo conflito por outro brinquedo pouco tempo depois.


Por isso, é preciso que os pais saibam que esse é o momento de impor um limite e mostrar que existe uma forma melhor de lidar com a situação que saber dividir. Seja você ou eles que irão decidir o próprio método para tal, o importante é fazer com que eles entendam a importância de saber compartilhar algumas coisas para que esse conceito seja facilmente alcançado em outras situações. 


Seja justo indiferente da idade dos seus filhos


Quando pais veem seus filhos brigando, o primeiro impulso costuma ser defender o mais novo, uma vez que ele é o menor e mais fraco. Porém, isso pode gerar ainda mais problemas por seguirem seus instintos e ignorar o outro filho que pode ter a razão nessas situações. Os pais precisam saber entender, ponderar e oferecer a melhor solução para a briga em questão, seja ela qual for, evitando favorecer um ou outro. 


Nesse contexto, o nível de exigência de maturidade deverá ser proporcional à idade de cada um, ou seja, os pais precisam cobrar uma postura diferente dos filhos mais velhos para que eles não ajam de maneira impulsiva nessas situações, mas sem passar a mão na cabeça do mais novo, extinguindo toda sua parcela de responsabilidade.


Estabeleça uma comunicação clara com cada um


Mesmo que essa possa não parecer a solução mais fácil no momento de briga, o diálogo sempre será a melhor maneira de mostrar os limites que você deseja estabelecer entre seus filhos. No entanto, essa conversa não deve ser única ou definitiva, pois é preciso que se reforce a mensagem constantemente, abordando os mesmos temas e situações diversas vezes.


Isso quer dizer que é preciso saber liderar e mostrar o que é esperado da criança dando o exemplo. Casos os baixinhos percebam que as situações da sua casa são resolvidas somente na briga ou com confusão constantemente, certamente eles irão interpretar que esse é o melhor caminho. Por isso, demonstre como a conversa é a solução mais justa e racional nessas situações. 


Sugira soluções a serem alcançadas


Quando as brigas começam, seja pelos brinquedos ou pela divisão do espaço, além de intervir como mencionamos, é importante colocar outro exercício importante em prática: fazer com que seus filhos encontrem sozinhos uma solução para o conflito. Pode parecer um pouco utópico cobrar esse tipo de atitude de crianças e adolescentes, mas é uma etapa que acontece depois de muito tempo de conversa e algumas ponderações.


Quando o conflito começa, após já ter conversado sobre respeito e igualdade com os mais novos, procure reforçar com eles que esse tipo de situação sempre vai gerar consequências por conta do mau comportamento. Por conta disso, eles vão precisar aprender a trabalhar juntos para chegar a um consenso e resolver a situação de forma rápida e civilizada. O uso de videogame é um bom exemplo de motivador de uma briga como essa, por isso, ao estabelecer quem irá usá-lo, em quais momentos do dia e quais serão os jogos, fica mais fácil deixar que eles próprios definam as regras para chegarem em uma proposta ideal. 


Gostou do nosso post? A Nova Época Imóveis espera que nossas dicas de como minimizar as brigas entre irmãos que dividem um quarto ajudem na hora de apaziguar uma briga! Para mais dicas para o lar e informações sobre o mercado imobiliário, não deixe de nos acompanhar aqui no blog e em nossas redes sociais
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade