Construção ecoeficiente: entenda as características desse projeto

Você já ouviu falar do conceito de construção ecoeficiente? A busca por este conceito está crescendo no mercado imobiliário e, por isso, é imprescindível compreender o assunto. Já comentamos algumas vezes aqui no blog da preocupação crescente da população com o consumo consciente e como isso impactou os setores de bens e serviços, que precisaram se reinventar, disponibilizando produtos e projetos que se adequem a essa necessidade.


Atualmente, o consumidor já exige que empresas, incorporadoras e construtoras tenham práticas sustentáveis tanto no dia a dia quanto na execução dos seus empreendimentos. Logo, as políticas de sustentabilidade e proteção ambiental passaram a ser pré-requisitos para pessoas que estão procurando imóveis hoje em dia. Com isso, as construções ecoeficientes estão cada vez mais em evidência.


Pensando nisso, a Nova Época Imóveis achou importante trazer esse post para abordar melhor o significado de construção ecoeficiente, pontuando suas principais características, assim, você pode tirar suas dúvidas sobre o assunto. 


Afinal, o que significa ecoeficiente?


De acordo com o Tribunal de Contas da União, o termo ecoeficiência surgiu em 1996, definido pelo World Business Council for Sustainable Development, o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, para produzir e fornecer serviços e bens competitivos no mercado com menor consumo de recursos naturais, além de menor geração de poluentes.


Logo, os fundamentos da ecoeficiência são:

 

  • Minimizar a intensidade de materiais dos bens e serviços, a intensidade energética de bens e serviços, além do índice de dispersão de tóxicos;
  • Fomentar a reciclagem de materiais;
  • Maximizar o uso sustentável de recursos renováveis;
  • Estender a durabilidade dos produtos;
  • Aumentar a intensidade de serviço dos bens e serviços;
  • Promover a educação dos consumidores para um uso mais racional dos recursos naturais e energéticos.


E o que é uma construção eficiente?


Também conhecida como construção sustentável, a construção ecoeficiente surgiu como um projeto da área da arquitetura para viabilizar a execução de obras mais pautadas na eficiência e economia de materiais e recursos naturais. Seu principal objetivo é satisfazer as necessidades humanas ao passo que mantém a qualidade de vida deixando o mínimo de alterações no meio ambiente, ou seja, prezando o equilíbrio. 


Casas ecoeficientes, por exemplo, costumam ser projetadas com o foco na minimização de impactos ambientais, potencialização da eficiência energética e o uso de materiais que procedem da reutilização de matérias-primas. Além disso, elas costumam focar ainda no uso de recursos naturais e no transporte de menor emissão de poluentes. 


Logo, a construção ecoeficiente além de proporcionar uma redução na extração e utilização indevida de recursos finitos também proporciona uma qualidade de vida ainda maior para seus moradores. Esses imóveis são planejados para oferecer conforto e minimização de gastos diários em energia e água. Com isso, as localizações costumam ser estrategicamente pensadas para diminuir a emissão de carbono e possibilitar que os moradores tenham acesso através de caminhadas ou até mesmo com o uso da bicicleta. 


Quais as características de uma construção ecoeficiente?


Esse tipo de construção transformou o conceito de harmonização entre o sustentável e o confortável. Implantar essas práticas de redução dos impactos ambientais sem deixar de possibilitar conforto e beleza ao imóvel é algo extremamente viável quando feito com o uso da ecoeficiência. Além disso, o conceito de casa sustentável também traz economia de custos tanto na execução das obras quanto na contenção de despesas de operação e manutenção. 


Nesse contexto, é importante manter a longo prazo o equilíbrio entre o dia a dia humano e o meio ambiente. Por conta disso, uma construção ecoeficiente segue padrões de sustentabilidade pautados principalmente na:


Eficiência energética


Uma construção ecoeficiente se baseia no uso de técnicas e tecnologias que diminuem o consumo de diversos recursos e materiais. Uma das principais otimizações presentes nesses projetos é a economia de gastos de energia. Para potencializar essa diminuição, as construções contam com janelas de alto desempenho e iluminação interna em LED. 


Além disso, precisa integrar-se a fontes de energia renovável e dispor de:


✔    Sistema de aquecimento e resfriamento
✔    Isolamento


Eles serão movidos através a captação de energia por painéis solares ou sistemas eólicos. Isso ajuda a diminuir a dependência das redes energéticas que se utilizam de combustíveis fósseis e hidráulicos. 


Gestão de resíduos


O setor de construção civil é dos maiores responsáveis pelo grande número de resíduos gerados e descartados anualmente. Por conta disso, para que uma construção ecoeficiente seja de fato sustentável, é essencial minimizar o descarte indevido. Logo, a gestão de resíduos é o pré-requisito para execução de o que é ecoeficiente, além de estar integrada a economia e sustentabilidade da:


✔    Coleta 
✔    Transporte 
✔    Tratamento


Também é preciso buscar por empresas que fabricam materiais sustentáveis e que geram produtos através da extração consciente e o uso de resíduos recicláveis. Essa etapa é essencial para de fato proteger o meio ambiente e diminuir a poluição do solo, do ar e da água.


Reutilização de recursos


Uma boa explicação para ecoeficiente tem relação com os “três erres”, pois uma construção sustentável precisa reduzir, reciclar e reutilizar vários recursos e matérias-primas naturais durante a construção e até mesmo após a entrada dos moradores no empreendimento. Uma das formas de aplicar a reutilização nesses casos implementando sistemas que monitoram e avaliam o desempenho do imóvel em termos de consumo: 


✔    Hidráulico 
✔    Energético 


A qualidade e sistemas de circulação de ar ambiente também é outro aspecto que interliga as construções ecoeficientes à minimização do uso de recursos naturais. 


Materiais sustentáveis 


Outro ponto importante aqui é a escolha dos materiais para executar um projeto de construção ecoeficiente, pois deve ser feita baseada na sustentabilidade. Essa ação precisa ser disposta desde os meios onde a extração de matéria-prima foi realizada até sua finalização e exposição industrial. Logo, esses materiais precisam vir de fontes renováveis, reciclagem e de produções de baixo impacto ambiental, como: 


✔    Concreto reciclado 
✔    Madeira certificada
✔    Acabamentos biodegradáveis 
✔    Tintas de baixa emissão de COVs


O uso desses tipos de materiais vai se fazer essencial para um projeto ser de fato qualificado como uma construção ecoeficiente.


Eficiência de espaço


Espaços construídos atualmente têm como principal necessidade a eficiência de habitação. Por conta disso, esse tipo de empreendimento costuma ficar localizado em regiões que promovem ampla acessibilidade, visando com isso a redução do uso de automóveis individuais. Para realizar a construção de um empreendimento pautado na ecoeficiência, é necessário considerar se o mesmo estará localizado próximo a: 


✔    Transportes públicos 
✔    Parques
✔    Mercados
✔    Escolas 
✔    Vias
✔    Farmácias 


Projetar uma construção ecoeficiente também é viabilizar a otimização dos espaços, permitir adaptações e evitar que as estruturas destes sejam absurdamente grandes e com baixas áreas verdes. 


A Nova Época Imóveis espera que você tenha conseguido compreender o conceito das construções ecoeficientes, afinal, esta é uma tendência que só tem projeção de crescimento para o futuro. 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade