Conheça algumas dicas para revisar o seu orçamento doméstico com facilidade

Conversar sobre orçamento doméstico nunca é fácil, pois esse assunto costuma deixar as pessoas tensas e até mesmo gerar brigas familiares. Afinal, fazer o dinheiro durar até o final do mês já é difícil, imagina reservar uma parte dele você poder realizar seus sonhos. É preciso ter muita disciplina e organização, mas é uma tarefa possível!

Além disso, esse assunto não precisa gerar tanta briga. Com algumas dicas e truques de educação financeira é possível conciliar suas despesas e encontrar um caminho vantajoso para todos os envolvidos.

O orçamento doméstico serve para que todos os membros da família entendam melhor sobre seu impacto nas despesas do lar, ajudando a aumentar suas consciências e evitando gastos desnecessários. Porém, muitas pessoas não sabem por onde começar nem o que deve ser analisado durante esse processo.

Pensando naqueles que estão um pouco perdido em relação a esse processo, a Nova Época Imóveistrouxe esse post com algumas dicas fáceis de como se organizar para revisar o seu orçamento doméstico com tranquilidade. Em caso de dúvidas entre em contato com um dos nossos associados e para mais informações sobre o mercado imobiliário não deixe de conferir nosso blog e nosso site!

1. Analise sua situação financeira

Antes de tudo, a primeira dica aqui é que você entenda e analise seu custo de vida e sua situação financeira. O primeiro passo é identificar sua renda mensal e quais as suas despesas cotidianas. Liste todos os custos fixos que você tem, como aluguel, água, luz, entre outros.

É essencial que todos os custos entrarem nessa lista, sejam aqueles que possuem o mesmo valor ou aqueles que possuem variação. Identifique o valor médio dessas contas e a partir disso você tem seu custo de vida.

O segredo aqui é nunca gastar além do que você recebe mensalmente. Esse é um cálculo simples, porém eficiente que te ajudará a pagar as contas com mais tranquilidade, evitando atrasos e, consequentemente, a cobrança de juros e multas.

2. Se planeje a médio e longo prazo

A segunda dica é traçar um planejamento em médio e longo prazo. Afinal, em um primeiro momento sua vida financeira pode até parecer estável e livre de imprevistos, porém não é possível prever as surpresas que podem surgir ao longo dos anos.

Por isso, uma boa opção é recorrer a métodos que possam garantir certa segurança para você e toda sua família em um futuro não tão distante. É o caso dos investimentos em renda fixa, ou mais precisamente, no setor de imóveis. Adotando essa modalidade de investimento, é possível aproveitar seu orçamento e, ainda, preparar um cenário seguro em paralelo.

Seguindo esse caminho, é possível que você desfrute de maior autonomia financeira, contando sempre com um bom rendimento para momentos de incerteza financeira e aumentando o patrimônio.

3. Selecione suas prioridades

Se mesmo após fazer a análise de “quanto gasta/quanto ganha” você ainda encontrar dificuldades na hora de guardar dinheiro no final do mês, não precisa ficar desesperado! Uma dica é analisar quais as suas prioridades de gastos.

Para começar, inclua suas despesas mais importantes, como conta de telefone, de luz, de água, o aluguel, o financiamento do imóvel e as prestações do carro. Logo depois dessas despesas entra os gastos com supermercado, despesas de farmácia e da escola das crianças.

Em último lugar nessa lista entram as despesas mais supérfluas, ou seja, aqueles que não são necessidades durante sua rotina. Inclua todos os gastos, mesmo aqueles que podem parecer incapazes de influenciar no seu orçamento, pois, mesmo sem você perceber, no final do mês a diferença se mostrará grande. Alguns exemplos desses gastos são:

  • despesas com salão de beleza;
  • serviços por assinatura que nem sempre a família usa;
  • compra demasiada de guloseimas no supermercado que poderia ser reduzida;
  • gastos com happy hour ou em bares.

4. Revise e analise alguns serviços

Alguns gastos com serviços, como o de internet e telefone, podem ser mais difíceis de eliminar do nosso orçamento doméstico. É comum, ainda, que muitas empresas que oferecem esses tipos de produto realizem reajustes em seus preços, fazendo com que os gastos aumentem consideravelmente em um curto espaço de tempo.

Uma boa saída para não continuar pagando fortunas nesses serviços é revisar esses valores. É importante estar atento e sempre revisando alguns serviços para que assim, caso identifique que o preço subiu muito, você pode considerar outro fornecedor com custo-benefício melhor ou até mesmo entrar em contato com a própria empresa para solicitar a substituição de pacotes por um mais modesto. A revisão mensal de gastos pode te ajudar a conquistar uma excelente economia.

5. Mude seus hábitos

A última, mas não menos importante, dica da nossa lista é: se você percebeu que seu custo de vida é mais alto do que deveria, de acordo com quanto dinheiro entra, mude seus hábitos. Veja onde é possível economizar, principalmente naquelas áreas que você está gastando muito. Não existe certo e errado, as medidas vão depender do que é viável na sua situação.

É verdade que nenhuma mudança de hábito é fácil, porém essa economia pode ser a chance de juntar dinheiro para realizar um dos seus sonhos ou projetos de vida, como a casa própria.

A Nova Época Imóveis espera ter facilitado o processo de revisar e organizar o orçamento doméstico para você com essas dicas simples. Não deixe de conferir as ofertas no nosso site, sua casa dos sonhos pode estar mais perto do que você imaginava!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade