Aprenda como calcular o valor do aluguel do seu imóvel

É comum que algumas pessoas optem por adquirir mais de um imóvel ao longo da vida, principalmente por ser uma ótima opção de renda extra já que é possível disponibilizar um dos empreendimentos para locação. Com isso, você pode garantir um dinheiro extra todo fim de mês e ainda possibilita que outras pessoas usufruam do seu imóvel.

Porém, quando um proprietário decide colocar um empreendimento para locação, uma dúvida comum que bate é: qual valor cobrar de aluguel? Nesse momento, o ideal é que você procure uma imobiliária para tomar todos os cuidados necessários e evitar riscos. A imobiliária te ajudará a analisar todos os fatores necessários para chegar a uma resposta aceitável.

Quando falamos de dar valor à alguma coisa, vamos tratar de aspectos concretos e objetivos, que podem ser calculados tecnicamente, e também de aspectos não objetivos, que têm seu entendimento bastante relacionado à experiência de quem atribui o valor ao que está sendo analisado. Essas são algumas das considerações que você deve entender para a avaliação imobiliária, principalmente se você deseja atribuir um valor de locação para um empreendimento.

Para te ajudar a entender o que você deve levar em consideração e o que deve ser estudado para atribuir um valor à um imóvel, a Nova Época reuniu algumas dicas para te ajudar a aprender a fazer esse cálculo. Não deixe de visitar nosso site e conferir nossas ofertas. Caso você ainda tenha dúvidas depois de ler esse post entre em contato conosco, nossos associados estão sempre à disposição para te ajudar.

Aspectos que devem ser considerados

1. Aspectos objetivos

Objetivamente, o valor do aluguel que pode ser atribuído a uma propriedade sofre influências diretas do padrão da construção, das dimensões do imóvel, da sua localização e do tempo de uso que ele tem. As questões associadas ao padrão de acabamento e ao tamanho da propriedade são facilmente referenciadas pelo Custo Unitário Básico, calculado periodicamente pelo Sindicato da Construção Civil do Estado onde o imóvel se localiza. Já a localização é referenciada pelo mercado e o tempo de uso pode atribuir uma taxa de depreciação sobre o imóvel. Porém, quando surge a necessidade de uma avaliação jurídica, existem fatores técnicos que você deve levar em consideração na depreciação e que são atribuídos por um perito credenciado.

Na hora de avaliar o preço de locação do seu imóvel, é fácil entender que um imóvel com dimensões maiores irá custar mais caro do que um imóvel pequeno, que um imóvel localizado em um bairro nobre alcançará um preço maior do que um localizado em um bairro popular, que um imóvel novo custará mais caro do que um mais antigo e que um imóvel de luxo tem seu valor superior a um imóvel mais simples.

2. Aspectos não objetivos

Além dos aspectos objetivos, você também deve levar em consideração aqueles aspectos que não são subjetivos, mas também não são completamente objetivos, mas que também influenciam na avaliação da propriedade. Um exemplo disso é uma tendência convencionada que afirma que um apartamento em um andar mais alto vale mais do que um imóvel exatamente igual alguns andares mais abaixo. Porém, esse valor também pode ser relacionado com preferências pessoais. Imóveis que recebem maior insolação pela manhã também podem se tornar mais valorizados dependendo da preferência pessoal do comprador.

Fazer melhorias no imóvel, como reformas, mudanças na decoração, inclusão de mobílias, equipamentos, entre outros, também podem influenciar no preço de locação, da mesma forma que o estado de conservação da propriedade pode torna-la mais ou menos valiosa.

Fatores que influenciam no valor da locação

1. Localização

A primeira coisa que você deve fazer é conhecer o mercado imobiliário da região onde seu imóvel se localiza, pois essa informação pode ser um forte indicador do quanto cobrar no aluguel. Você pode fazer essa pesquisa através de sites, portais de imóveis e anúncios de jornais. Essa pesquisa te dará uma boa margem para definir um valor de aluguel para seu imóvel. Também pode ser de grande ajuda procurar por imóveis com características e finalidades que sejam semelhantes ao seu, já que imóveis residenciais são avaliados de forma diferente daqueles comerciais.

2. Tamanho do imóvel

Um dos fatores mais importantes na hora de calcular quanto cobrar de aluguel é o tamanho do seu imóvel. Não se esqueça que quanto maior a metragem do imóvel, maior pode ser seu valor de locação. Porém, isso não se trata de uma regra, já que o inquilino pode ter que arcar com custos extras, como condomínio e outras taxas. Caso esses valores extras sejam muito elevados, pode surgir a necessidade de uma redução do valor do aluguel para que o imóvel pareça mais atrativo.

3. Idade do imóvel

Outro fator que terá uma grande influência no valor da locação do seu imóvel é a idade da propriedade. Ou seja, um imóvel novo ou seminovo pode ter um valor mais elevado, já que sua estrutura costuma ser mais moderna e preparada para receber um inquilino. Essa estrutura referenciada pode envolver uma ligação elétrica mais moderna, além de outras comodidades. Porém, o inverso também pode acontecer. Assim como os imóveis mais novos, imóveis mais antigos, porém bem valorizados, também podem ter seu valor de locação mais caro. Assim, podemos notar o quão importante é conhecer o mercado imobiliário da sua região na hora de precificar seu imóvel.

4. Necessidade de manutenção e custo

Geralmente aquelas propriedades mais antigas exigem mais manutenção e isso pode influenciar no valor do aluguel. Isso acontece porque um imóvel mais antigo pode precisar de alguns reparos, seja na parte elétrica ou na parte hidráulica, e, com isso, o locatário terá que arcar com alguns custos, o que pode diminuir sua margem de lucro. Os valores de reformas e manutenção podem influenciar e ser descontados do aluguel. Outra opção é que o proprietário pode optar por realizar os reparos antes de colocar o imóvel para alugar.

5. Valor do IPTU e do condomínio

Na hora de definir o valor de locação do seu imóvel, é fundamental considerar o valor do IPTU e do condomínio. Isso se deve ao fato de, caso o IPTU já estiver quitado, por exemplo, esse valor pode ser acrescido ao valor do aluguel. Quando o caso são os condomínios, comodidades oferecidas como áreas de lazer, equipamentos de segurança, porteiros e elevadores também são fatores que podem significar uma taxa de condomínio mais alta e isso pode exigir um aluguel com preço mais atrativo.

Passo a passo para calcular o valor da locação

1º Passo: avalie seu imóvel

Geralmente o valor do aluguel é calculado sobre um percentual do valor do imóvel e esse percentual pode variar em torno de 03% e 05%. Antigamente, o percentual podia variar em torno de 1% do valor do imóvel. Porém, por conta das transformações do mercado imobiliário, esses valores reduziram. Por exemplo, caso um apartamento seja avaliado em R$ 150.000,00, o aluguel pode variar entre R$ 450,00 e R$ 750,00.

2º Passo: tenha as características de aluguel bem definidas

O segundo passo nesse processo é definir se você vai alugar seu imóvel mobiliado ou não, já que isso influenciará diretamente o preço de locação. Para os imóveis já prontos para morar, a estrutura oferecida pode representar 30% a mais do valor cobrado. Além disso, deve-se levar em consideração também que esses imóveis costumam ser alugados com mais facilidade do que as propriedades sem mobília.

3º Passo: pesquise o mercado e os valores da região

Outro passo muito importante para chegar à um preço justo é pesquisar o mercado e os valores cobrados por imóveis semelhantes da região. Seja em metragem ou infraestrutura, procure por propriedades parecidas com a sua para ter uma maior noção de precificação. Como dito acima, essa consulta pode ser feita em portais que informam valor do metro quadrado de cada região ou até mesmo em sites de imobiliárias que estão anunciando imóveis parecidos com o seu.

4º Passo: avalie a localização do imóvel

O último, porém não menos importante, passo é avaliar a região onde o imóvel se localiza, já que imóveis iguais podem ser avaliados de maneiras diferentes dependendo da sua localização. Isso acontece porque um imóvel que se localiza em um bairro considerado mais nobre será avaliado com um valor superior ao de outras regiões mais populares.

Com essas dicas, a Nova Época espera ter ajudado você, que está alugando ou pensa em alugar um imóvel, a entender o que deve ser levado em consideração antes e durante esse processo. E não se esqueça que nossos profissionais estão sempre à disposição para tirar dúvidas e te ajudar com questões do mercado imobiliário!