Financiamento imobiliário para autônomos: descubra se é possível e quais bancos fazem

Comprar um imóvel é um grande investimento para muitas pessoas, além de ser a melhor forma para se livrar de valores de aluguéis muito altos que, muitas vezes, pode corresponder a uma parcela do crédito imobiliário. Ou seja, o valor investido no aluguel é um recurso que poderia ser aplicado para a aquisição de um bem. Porém, uma pergunta que muitos têm é: será que todos os trabalhadores podem se beneficiar com o crédito imobiliário?


Com o número de trabalhadores autônomos crescendo a cada dia que passa no Brasil, muitos se perguntam se é possível conseguir um financiamento imobiliário para autônomos. Afinal, eles também podem usufruir dos benefícios de um financiamento para adquirir um novo imóvel? Isso porque, durante muitos anos, quem queria um empréstimo ou financiar um imóvel sem ter carteira assinada tinha muitas dificuldades em conseguir boas ofertas de crédito. 


O fato é que, para aprovar um crédito para a compra de um imóvel, a instituição financeira faz uma série de exigências comprobatórias. Dessa forma, o banco pode se certificar de que o interessado no crédito poderá arcar com o financiamento com a dívida. Porém, ao mesmo tempo, muitos bancos têm como objetivo abranger uma maior quantidade de pessoas beneficiadas, seja qual for sua ocupação. 


Além disso, é possível comprovar sua renda de diversas maneiras, por meio de diferentes documentos, garantindo a aprovação do crédito imobiliário. Se você é autônomo e está se planejando para a compra de um imóvel novo, esse post é para você! Para te ajudar a entender mais do assunto, a Nova Época Imóveis elaborou esse post com algumas dicas do que é necessário fazer para comprovar renda sendo autônomo, além de apontar quais bancos são conhecidos por fazer financiamento para trabalhadores autônomos e como se preparar para garantir boas ofertas de crédito. 


Os bancos costumam aprovar financiamento imobiliário para autônomos?


A resposta é sim! As instituições financeiras têm alguns meios de avaliar a possibilidade de aprovar o financiamento imobiliário solicitado por um trabalhador autônomo. Na verdade, como dito acima, o objetivo dos bancos é aprovar o maior número possível de financiamentos, desde que todos passem por uma análise de crédito e sejam aprovados, afinal, é necessário para o banco saber que a dívida poderá ser arcada.


De fato, existem diversas formas para o trabalhador informal comprovar seus ganhos e ter seu pedido de crédito aprovado. Porém, é impossível conseguir um financiamento sem uma comprovação de renda. Por isso, se o solicitante conseguir essa comprovação, certamente conseguirá um financiamento e o melhor: com boas condições oferecidas pela instituição, como flexibilização de prazos e juros mais em conta.


Como conseguir aprovação de financiamento imobiliário sendo um trabalhador autônomo?


O CPF é o documento mais importante nesse processo. Isso porque o nome de quem solicita um financiamento imobiliário deve estar limpo e sem nenhuma dívida que possa colocar em risco a sua aprovação. Sendo assim, é essencial para as negociações ter cuidado com restrições ao CPF. Um histórico negativo pode, certamente, contribuir para que a solicitação de financiamento seja negada. No CPF é onde consta todo histórico financeiro do cidadão.


Além disso, o Serasa Experian, órgão de proteção ao crédito, tem nos seus registros todas as informações, como nome e CPF, de pessoas que estão com dívidas atrasadas. Tais dados são disponibilizados em uma lista de inadimplentes, à qual os bancos e as instituições financeiras têm acesso. Caso seu nome esteja nessa lista, é imprescindível que você regularize sua situação antes de solicitar um financiamento imobiliário.


O que será necessário fazer para comprovar a renda sendo um autônomo?


Uma das primeiras coisas que pensamos quando o assunto é financiamento de casa ou apartamento para trabalhadores autônomos é a comprovação da renda. Isso porque esse é um requisito importante que é dado como uma garantia de que a quitação do imóvel será feita, ou seja, uma fonte de pagamento segura. 


Por isso, no caso de trabalhadores com carteira assinada, este requisito fica bem mais fácil. No entanto, o trabalhador autônomo também tem possibilidades de comprovar a renda, seguindo os seguintes passos:

 

  • Ter conta corrente bancária e, mais especificamente, no banco em que se deseja fazer o financiamento;
  • Comprovar renda;
  • Apresentar a DECORE.


Essas dicas serão muito úteis para o banco. Além disso, todos os trabalhos que você faz e serviços prestados devem ser listados e enviados ao banco. Dessa forma, a análise de crédito pode ser iniciada, com o intuito de determinar taxas de juros baixas. O prazo será proposto por você e a instituição deverá aprovar. Além disso, outros documentos comprobatórios são pedidos, como:


1. Declaração do imposto de renda (IR)


Mesmo que o trabalhador autônomo esteja isento de pagamento de impostos, a declaração anual do imposto de renda serve como um comprovante de rendimento. Por isso, é importante manter essas declarações em dia. Esse documento deve seguir com o recibo, atestando a entrega da declaração anual ao Fisco. 


2. Extratos bancários


Outro comprovante de renda muito usado por quem deseja entrar em um financiamento é o extrato bancário. Através desse documento, é possível avaliar o saldo médio da sua conta bancária. Esse documento é aceito pela maioria dos bancos. Porém, é essencial que os extratos sejam, pelo menos, dos últimos seis meses de movimentação, assim, você pode atestar certa estabilidade financeira. Também é importante que o banco tenha acesso às movimentações de poupança e conta corrente do solicitante. 


3. Declaração comprobatória de percepção de rendimentos (Decore)


Esse é um documento que comprova os rendimentos de profissionais liberais, autônomos e microempresários. O Decore foi criado especificamente para atestar os rendimentos desses profissionais. O Decore deve ser providenciado por um contador e autenticado com um selo do Conselho Regional de Contabilidade. Ele comprova e valida o rendimento mensal desses profissionais. 


Quais bancos fazem empréstimos para autônomos?


É verdade que antigamente era mais difícil conseguir a aprovação de um financiamento imobiliário para trabalhadores autônomos, porém, não precisa se preocupar porque atualmente quase todos os bancos e instituições financeiras credenciadas fazem empréstimos para autônomos. Pode ser mais difícil para quem tem carteira assinada sob a CLT, mas não é impossível. Vale tanto para bancos públicos como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil quanto para bancos privados.


O mais importante em relação ao empréstimo, seja de crédito pessoal ou com garantia, é que você consiga comprovar que recebeu renda suficiente para pagar as parcelas das dívidas que você irá contrair. Além disso, quando o assunto é conseguir um empréstimo, é importante que você compare as opções oferecidas pelo banco onde você já tem conta e de outras instituições. O mais importante aqui é ter o nome limpo, sem pendências e ter um bom score de crédito e cadastro positivo. 


Com essas informações, ficou claro que já não é mais tão difícil para os trabalhadores autônomos conseguirem aprovação no financiamento imobiliário. Caso você ainda tenha dúvidas sobre o assunto, entre em contato com um dos nossos corretores, eles estão sempre à disposição para te ajudar com o que você precisar!

 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho