Dicas de como adaptar sua casa ou apartamento para a segurança das crianças

É fato que a rotina de uma casa muda com a chegada de uma criança, principalmente porque o tempo passa rápido e, sem que você perceba, a criança já cresceu e começou a andar, e a correr, para todos os lados. Porém, esse não é o único aspecto que tem que mudar. É essencial que a decoração do seu imóvel acompanhe essa mudança e que você adapte algumas coisas para garantir a segurança dos baixinhos.

Saber como adaptar uma casa ou apartamento para deixá-los mais seguros para crianças pequenas é uma das maiores preocupações dos papais de primeira viagem e das famílias com filhos pequenos. A princípio, muitos detalhes que podem representar um grande perigo para aqueles que ainda não entendem as consequências dos seus atos podem passar despercebidos, por isso, todo cuidado e atenção são poucos.

Mesmo as pequenas coisas, como uma tomada descoberta ou uma mesa de quinas pontudas, podem ser fatais para uma criança pequena. Portanto, para que os pequenos possam continuar aproveitando seus lares de maneira saudável e feliz, algumas medidas preventivas devem ser tomadas, principalmente porque elas podem evitar cerca de 90% dos acidentes em casa.

Para te ajudar a garantir que sua casa ou apartamento estão realmente seguros para os pequenos, a Nova Época Imóveiselaborou esse post com algumas dicas do que deve ser adaptado para se prevenir dos acidentes. E para mais dicas de decoração e do mercado imobiliário não deixe de conferir nosso blog!

1. Preste atenção na cozinha

Sabemos que a cozinha é um dos cômodos mais perigosos para crianças, afinal, é lá onde guardamos objetos pontudos cortantes, como facas e tesouras, e é nesse ambiente onde podem ser encontrados o fogão, que também pode representar grande risco para os baixinhos, e o botijão de gás. Por isso, é essencial que você mantenha fora de alcance, objetos que podem machucar.

Além disso, uma boa dica é instalar estruturas que ajudem a restringir o acesso dos pequenos a esses ambientes, principalmente na hora de cozinhar. Guarde bem panelas de aço, vidro ou ferro e evite deixar sacolas plásticas em lugares de fácil acesso. Colocar um porta-sacos localizado em uma posição alta é mais seguro. Caso você utilize botijão de gás, certifique-se de colocá-lo em um lugar de difícil acesso e que ele sempre esteja com a mangueira e registro válidos.

2. Instale proteção nas tomadas

Crianças são muito curiosas, afinal, elas estão descobrindo o mundo. Porém, mesmo dentro de casa, precisamos redobrar nossa atenção porque muitos itens que para nós são inofensivos, podem representar grande risco para os pequenos. É o caso das tomadas.

Nos quartos, na sala e corredores, as tomadas são os itens que mais representam perigo, pois podem facilmente dar choques. Para não ter que se preocupar com essa possibilidade e deixar as crianças confortáveis e soltas nos ambientes, uma boa dica é escondê-las atrás de móveis ou instalar protetores de tomadas, peças de plástico que se encaixam nas aberturas das tomadas. Eles são muito fáceis de encontrar e fazem total diferença na segurança residencial.

3. Instale tela de proteção nas janelas

Outro ponto que oferece grande risco para o bem-estar das crianças são as janelas. Quando falamos de um lar seguro para os baixinhos, é essencial pensar nesse aspecto. Instalar telas e redes de proteção, tanto nas janelas quanto nas varandas, a fim de evitar acidentes graves é indispensável quando se tem crianças pequenas em casa.

Você pode instalar grades ou telas e redes que contenham nós para prendê-las bem, porém, nesse último caso, as redes devem ser trocadas a cada três anos para garantir eficiência. Esses itens impedem que as crianças tenham acesso a locais com risco de queda.

4. Invista em grades de segurança

Outra dica ótima para manter as crianças seguras e restringir o acesso a determinadas áreas do imóvel é investir em grades de segurança. Elas devem ser instaladas principalmente em escadas, tanto na base quanto na parte mais alta, assim como na cozinha e na área de serviço, onde ficam os produtos de limpeza.

Dessa forma, as crianças ficam impedidas de acessar qualquer área considerada de risco na casa sem restringir o acesso a outras pessoas, ou seja, não é preciso deixar portas fechadas o tempo inteiro.

5. Coloque protetores nos móveis

Outra dica para te ajudar a deixar sua casa ou apartamento mais seguros para os baixinhos é colocando proteção nas quinas dos móveis. Essa proteção são pequenas peças flexíveis que ficam anexadas naqueles móveis com cantos pontiagudos. Esses cantos costumam ter a mesma altura da cabeça das crianças menores, podendo levar a acidentes graves e dolorosos.

O cuidado com as quinas é indispensável principalmente com móveis mais baixos, como racks e mesas de centro, porém a proteção pode ser instalada onde você preferir, afinal, todo cuidado é pouco quando o assunto é a segurança dos pequenos. Outra dica é que você procure deixar o caminho livre e opte por um suporte de TV já fixado na parede, evitando o uso de racks.

6. Tenha cuidado especial com os banheiros

Os banheiros também podem representar grande risco para as crianças pequenas, principalmente porque elas ainda não têm muito equilíbrio e podem escorregar facilmente, seja na hora do banho, escovando os dentes ou até mesmo usando o “troninho”.

Uma boa dica para se certificar da segurança dos baixinhos é colocando lacres de privada, restringindo o acesso a ela, e dando preferência para os tapetes antiderrapantes no box do chuveiro ou na banheira. A dica dos tapetes antiderrapantes também é válida para outros tapetes da casa, assim, é possível evitar que elas escorreguem em outros ambientes e você torna sua casa ainda mais segura.

7. Acompanhe as crianças na área de lazer e nos elevadores

Para quem mora em condomínio, uma dica importante é que você não negligencie a segurança das crianças quando elas forem para as áreas de lazer do condomínio. Os perigos não estão somente em casa, por isso, é essencial se certificar de que um adulto acompanhe e sempre monitore as brincadeiras nas áreas comuns do prédio, prestando atenção especial às piscinas.

Outro cuidado importante que você deve ter é sempre verificar se todas as portas de acesso ao apartamento estão realmente trancadas, especialmente aquela que leva ao corredor do prédio e dá acesso aos elevadores. Dessa forma, você se certifica de que os pequenos não vão sair do apartamento e entrar em um ambiente sem nenhuma verificação de segurança, como as escadas do prédio.

Adaptar sua casa ou apartamento para crianças pequenas é criar um lugar acolhedor para ela se desenvolver, mas seguro e sem tirar o conforto da criança. Com essas dicas, a Nova Época espera ter te ajudado a entender quais pontos você deve investir para ter tranquilidade em uma casa com crianças pequenas. Em caso de dúvidas ou se você estiver procurando outro imóvel, caso o antigo não tenha espaço suficiente para a família que está aumentando, entre em contato com um dos nossos associados, estamos aqui para ajudar sempre!

 

 

Escrito por Mariana Carvalho