Valorize seu imóvel para a venda

Caso você esteja pensando em colocar seu imóvel à venda, é necessário que você tome certos cuidados para não prejudicar as negociações. Valorizar um imóvel para que ele se torne atrativo e ganhe a atenção de futuros compradores é uma tarefa que requer cuidado tanto dos corretores quanto dos proprietários, que desejam vender com mais rapidez.

Causar uma boa primeira impressão e estar atento aos fatores que podem valorizar o imóvel são requisitos essenciais para sua venda. A valorização de uma propriedade pode variar de acordo com o público que o vendedor quer atingir e o objetivo da venda e é por isso que as pequenas reformas se darão segundo estas finalidades.

A decoração e os acabamentos também deverão se encaixar nas preferências dos compradores e, para isso, algumas providências deverão ser tomadas e o próprio corretor as pedirá para seu cliente. Com um ambiente aconchegante e acolhedor, a possibilidade do futuro comprador se sentir mais atraído e propenso a fazer propostas para o imóvel é maior.

Na hora da venda, seu imóvel passa a ser um produto e você precisa tentar ser o melhor para ganhar da concorrência e vender a propriedade o mais rápido possível. Porém, valorizar um imóvel vai além das medidas de reforma e manutenção.

Foi pensando nisso que a Nova Época fez esse post enumerando os principais fatores que você deve levar em consideração para valorizar seu imóvel à venda. E não deixe de visitar nosso site. A Nova Época compra e vende imóveis, entre em contato conosco e saiba mais!

1. Faça os pequenos reparos e a manutenção constantes

Pisos quebrados, pia rachada, vazamentos, lâmpadas queimadas e outros pequenos reparos fazem toda a diferença na hora da venda de um imóvel. Além do mais, reparos na questão hidrelétrica do imóvel são indispensáveis, pois diz muito sobre a qualidade do lugar.

Seja lá qual for o reparo necessário, ele deve ser solucionado antes mesmo do imóvel ser colocado à venda. Fazê-los antes também pode evitar que o vendedor fique constrangido ao ser questionado pelo possível comprador a respeito de um vidro trincado em uma janela ou uma infiltração, por exemplo.

Todo defeito que não for resolvido pode pesar na hora da decisão da compra da propriedade. Detalhes como manchas na parede ou no teto também podem se mostrar decisivos na negociação. Manter a boa aparência ajuda o lugar a vender.

2. Considere uma pintura e pisos novos

Um imóvel com uma pintura nova transmite a sensação de um ambiente bem cuidado e limpo. E uma pintura em tons claros é ainda mais ideal, pois um lugar pintado com tons escuros ou muito chamativos pode não agradar a maioria dos possíveis compradores. Cores claras e neutras tendem a ser mais aprovadas do que desaprovadas.

Quando todos os cômodos são pintados em tons sóbrios, isso permite a neutralidade que todo morador deseja em seu novo imóvel. Branco e tons pastel, por exemplo, são cores que iluminam os ambientes e dão vida ao lugar.

O piso é outro aspecto que costuma chamar muita atenção dos compradores e, caso haja necessidade e oportunidade, o ideal é realizar sua troca. Pisos de madeira costumam ser os queridinhos, mas caso não queira trocar o piso que já tem e só precise de alguns reparos, concerte as partes quebradas e deixe parecendo novo.

3. Se atente à limpeza e organização

A primeira impressão deve ser a melhor e, como o comprador tem seus sentidos aguçados quando bate os olhos no imóvel e avalia o local, tudo deve estar em perfeita harmonia. Não adianta que o imóvel esteja impecável visualmente, mas tenha cheiros desagradáveis. Isso espanta qualquer possível comprador.

Os mais diversos cheiros, como de cigarro, de encanamentos ou animais domésticos podem afugentar qualquer um. Esse é um passo importante e que deve ser feito com muita atenção, pois as pessoas costumam dar prioridade para a aparência do lugar. Lembre-se que tudo conta, os cheiros, a aparência e os sons.

Mesmo se o imóvel estiver desocupado, é importante que ele esteja sempre organizado e limpo, sem marcas que deem a impressão ou sensação de que ele está abandonado. Manter a agenda de visitas sempre atualizada com a corretora também é importante, para que o vendedor esteja sempre pronto e, caso precise cancelar por conta de organização, o faça.

Checar se você tirou toda poeira, o lixo, se limpou as janelas e os pisos é muito importante, por isso, deve ser feito com cautela e, de preferência, mais de uma vez antes de toda visitação. Não perca chances de vender seu imóvel por conta desses pequenos detalhes!

4. Dê ênfase para os reparos de instalações elétricas e hidráulicas

Como já dito antes, as questões elétricas e hidráulicas podem ser uma qualidade ou um problema de um imóvel. Investir em um projeto elétrico para reparos e melhorias pode valorizar a venda. Para isso, é necessário um planejamento para o projeto e execução das melhorias. Inspecionar esses pontos por questões de segurança também é importante.

Imóveis mais antigos costumam ter contas de consumo altas por conta de instalações elétricas e fios mais ultrapassados ou de vazamentos ocultos em encanamentos e tubos. Por isso a reforma parcial ou total dessas instalações é primordial e possibilita segurança e economia tanto para os atuais quanto para os novos moradores.

Trocar tomadas, torneiras e medidores também é importante, pois possibilita a modernização do imóvel, para que o mesmo esteja pronto para receber novos aparelhos elétricos.

5. Use móveis planejados que valorizem o imóvel

Móveis planejados fazem o imóvel parecer mais sofisticado e organizado. Porém, você deve tomar cuidado para não exagerar ou errar na escolha. O ideal é usar móveis que tenham um estilo mais leve e que sejam mais retos.

Armários embutidos são um exemplo de móveis que passam uma imagem sofisticada do ambiente. Mas não se esqueça de ter cuidado com seu planejamento, pois caso o projeto seja muito personalizado, existe o risco de outras pessoas não gostarem dele. O mesmo que vale para a escolha das cores vale para os móveis: quanto mais simples e neutro, melhor.

O cuidado com a escolha das cores dos móveis, pois elas também serão um diferencial para seu imóvel.

6. Deixe as contas do imóvel sempre em dia

Obrigações financeiras não cumpridas também podem prejudicar ou atrasar a venda do imóvel. O possível comprador vai procurar saber como está o pagamento de todas as contas do lugar e caso você não mantiver tudo em ordem e em dia, isso pode afastar os interessados, com razão.

Certamente que um potencial comprador terá mais interesse se o condomínio estiver com seu pagamento em dia, assim como o IPTU e as taxas. Por isso, é importante, antes de pensar em vender o imóvel, checar se o imóvel não tem dívidas com o Estado ou a Prefeitura. Contratar uma boa imobiliária, uma de confiança, é uma forma de resolver problemas burocráticos de modo mais fácil.

E essas foram nossas dicas de como valorizar seu imóvel para a venda. A Nova Época espera ter te ajudado, qualquer dúvida entre em contato conosco! Não deixe de visitar nosso site, nossa empresa vende e compra imóveis em todas as regiões do Rio de Janeiro. Vá conferir!