Perigos de comprar um imóvel com fiação elétrica antiga

Se você está pensando em comprar um imóvel usado, deve fica atento a um detalhe muito importante, que pode colocar sua vida e a de sua família em perigo: a fiação elétrica. Se você já mora em um imóvel antigo e há muito tempo não recebe a visita de um eletricista para verificar se está tudo em ordem, repense essa situação.

O foco de incêndios e explosões em imóveis são geralmente as instalações antigas ou mal feitas que há muito tempo não são trocadas ou verificadas. Mas cuidado, pois na maioria das vezes é mais complexo do que se imagina para conferir a qualidade desse tipo de instalação.

A falta de manutenção nos imóveis antigos e os erros nas instalações elétricas podem gerar problemas mais sérios do que você imagina, além de ser um constante risco para a sua vida e de sua família.

Para que você possa entender melhor os riscos de morar em um imóvel com fiação elétrica, a Nova Época trouxe para você algumas dicas e erros mais comuns, para que você possa evitar qualquer problema ou tragédia. E não se esqueça de visitar nosso site e conferir nossas ofertas! Oferecemos imóveis novos e usados, vá conferir qual combina mais com você.

1.Instalações elétricas mal feitas ou feitas por pessoas desqualificadas

O primeiro erro que muitos podem cometer é a contratação de pessoal desqualificado para fazer um trabalho tão importante. A primeira dica aqui é que você não deixe de investir e contrate um profissional qualificado, com boas referências, para averiguar como estão as instalações elétricas do seu imóvel, mesmo se os reparos forem poucos ou pequenos.

Além disso, é importante que você entenda a necessidade de contratar um engenheiro elétrico que vai criar um projeto elétrico para sua residência, se você está construindo ela. Esse é o melhor profissional que você pode contratar para um trabalho desse tipo. Após o projeto estar pronto, o passo seguinte é contratar um eletricista capacitado que saiba fazer a distribuição das ligações elétricas e dos cabos necessários.

No caso de imóveis já usados, uma boa dica é que você confira com o antigo proprietário, com a imobiliária que está responsável por sua venda ou com a construtora para verificar se um profissional de engenharia elétrica foi contratado para fazer as instalações necessárias. Lembre-se: não poupe esforços nem dinheiro nesse processo, pois é sua vida e a de sua família que você está arriscando.

2. Fazer gatos

Uma vez que falamos de contratar profissionais qualificados estamos, automaticamente, eliminando como opção os gatos de sua residência. Eles são comuns em instalações mal feitas e antigas, além de serem as principais fontes de acidentes com vítimas fatais. E esses acidentes são comuns tanto para os moradores da casa quanto para a pessoa que faz esse tipo de ligação, pois geralmente quem faz esse tipo de trabalho não tem as qualificações necessárias.

Os gatos são instalações elétricas que roubam energia de outra residência, mas esse tipo de “investimento” não vale à pena. Isso porque esse tipo de instalação gera, muitas vezes, curtos circuitos e, além de ocasionar acidentes, podem prejudicar todo o imóvel.

Com isso, é importante que você verifique se o imóvel em que mora não tem gatos e, caso descubra a existência de algum, chame um eletricista o mais rápido possível, para evitar que algo mais grave aconteça.

3. Falta de aterramento

Esse é um ponto importante e obrigatório que pode passar despercebido por muitos. Muitas das vezes, a ausência de aterramento em sua residência pode trazer graves problemas.

São eles que protegem as pessoas de incêndios, choques elétricos e até mesmo da queima de eletrodomésticos em casos de descargas elétricas, como quando seu imóvel é atingido por um raio. Por isso, não se esqueça de verificar se seu imóvel tem aterramento da fiação elétrica.

4. Disjuntores incompatíveis

É muito fácil perceber que as instalações antigas e nas mal feitas são constituídas por disjuntores incompatíveis aos cabos elétricos utilizados. Com isso, os cabos ficam mais vulneráveis em um momento de sobrecarga ou de curto-circuito e isso pode gerar incêndios.

A possibilidade do fogo de um incêndio causado se alastrar por todo seu imóvel é enorme, podendo causar danos graves à vida e ao imóvel.

5. Evite deixar cabos e fios espalhados

Mais um erro que oferece muitos riscos às pessoas e as animais é deixar os cabos e fios espalhados pela casa ou para fora da parede. Viver com os fios e cabos espalhados podem ser considerados frutos de instalações mal feitas e podem ocasionar descargas elétricas em quem mora dentro do imóvel.

Além disso, a possibilidade disso gerar curtos-circuitos e incêndios, ou mesmo choques elétricos, aumenta com a exposição contínua desses cabos e fios. Quando você tem crianças e animais a atenção deve ser redobrada, pois o risco de acidentes aumenta ainda mais. E não demore muito para chamar um eletricista!

6. Evite usar fios e cabos de baixa qualidade

Como já dito antes, uma dica importante é que você não poupe esforços nem dinheiro nesse processo, nem na hora da instalação, com os profissionais, nem com os fios e cabos que serão utilizados nas instalações.

Cabos e fios de baixa qualidade, conhecidos como desbitolados, não apresentam o selo do Inmetro, necessário para comprovar sua qualidade, ou caso possuam é falso. Como a fiação elétrica deve ser um bem durável, prefira sempre usar os de melhor qualidade para não desperdiçar seu dinheiro.

Além disso, os riscos de se utilizar uma fiação de baixa qualidade são muitos, podendo gerar quedas da corrente elétrica, curto-circuito ou até mesmo ocasionando perda de eletrodomésticos. O risco de incêndios também é grande quando se opta por usar produtos de baixa qualidade.

7. Ausência da manutenção preventiva

Um erro muito comum é que muitas pessoas imaginam que, ao construírem uma casa e fazerem as instalações elétricas com um profissional qualificado ou ao comprarem um imóvel e verificarem a fiação e como ela foi instalada, não vão precisar mais se preocupar com esse fato.

Porém, não é bem assim. A manutenção preventiva é necessária, pois é o método ideal para garantir a segurança do seu imóvel, da sua família e da qualidade da instalação. Por isso, não deixe de fazer essa manutenção para verificar constantemente possíveis irregularidades.

Esses foram alguns dos erros mais comuns e das principais dicas para você que vive em um imóvel com fiação antiga. Tome muito cuidado, pois, como pudemos ver, esse é um assunto sério que pode colocar a vida de muitos em risco. Não deixe de seguir esse passo a passo e tomar todas as precauções possíveis e necessárias!