Mitos e verdades que você deve saber antes de comprar um imóvel

Adquirir um imóvel exige muita pesquisa, muito planejamento financeiro e investimento inicial, mas essa tarefa pode ser um pouco menos trabalhosa e difícil com o esclarecimento de todas as informações necessárias.

Por isso, conhecer quais são os mitos e as verdades sobre a compra de imóveis, sobre os processos de financiamento, sobre as etapas do pagamento e sobre os fatores que intervêm nos valores dos imóveis é muito importante, pois pode poupar muito tempo e dores de cabeça.

O cenário da compra e venda de um imóvel é bastante complexo e pode gerar muitas dúvidas nos consumidores que não sabem, ao certo, como funcionam algumas etapas e critérios desse negócio.

Caso você esteja pensando em comprar ou alugar um imóvel, ou caso você esteja para fechar negócio, fica ligado nesses mitos e verdades que a Nova Época separou para esclarecer para você.

E se você ainda está procurando o imóvel ideal, aquele que vai atender a todas as suas expectativas e necessidades, não deixe de visitar o nosso site e conferir as nossas ofertas. Oferecemos coberturas, apartamentos, conjugados e casas em todas as regiões do Rio de Janeiro por ótimos preços!

1. Antecipar as parcelas do financiamento traz vantagens ao comprador

Verdade! Poder antecipar as parcelas do financiamento e quitar o imóvel tem uma boa vantagem no final. Essa atitude favorece o planejamento financeiro em longo prazo e reduz a quantia final, se essa opção for viável para você. É uma boa estratégia para economizar dinheiro, visto que a incidência de juros será reduzida.

Além disso, o comprador que possui recursos de sobra e os utiliza para quitar suas prestações antes do vencimento e para investir nas parcelas já definidas ganha poder de barganha, podendo negociar abatimentos e descontos com o banco ou com a construtora, podendo diminuir o custo final do imóvel e, consequentemente, seus custos totais.

2. Toda pessoa pode financiar a compra de um imóvel

Mito! Essa é uma dúvida recorrente quando pensamos nos mitos e nas verdades sobre a compra de imóveis, mas a verdade é que nem toda pessoa pode financiar a aquisição de uma casa ou apartamento. As oportunidades de acesso ao crédito para investimento em imóveis tem tido um crescimento considerável, porém ainda não é a realidade de qualquer pessoa poder fazer um financiamento.

Além do fato dos bancos não garantirem crédito para 100% do valor da propriedade, o que obriga o comprador a arcar com a entrada, a instituição ainda faz uma boa e detalhada análise de crédito para verificar os riscos que corre antes de liberar um empréstimo tão elevado.

A dificuldade que algumas pessoas encontram para comprovar a própria renda, de acordo com os critérios estabelecidos pelas agências financiadoras, é outro empecilho para conseguir um financiamento. Sem a garantia de um valor mensal mínimo para o financiamento, o banco dificilmente liberará o crédito necessário para a compra.

3. É difícil avaliar o valor de um imóvel

Verdade! Pode parecer uma tarefa fácil e muitas pessoas podem até achar que sabem, porém, a maioria das pessoas não têm conhecimento de mercado para estabelecer um valor de imóvel próximo da realidade. Esse é um tema muito complexo e deve ser feito por profissionais da área que realmente entendem o que precisa ser levado em conta.

Existem muitos fatores importantes que devem ser levados em consideração na hora de avaliar o valor de um imóvel, como sua localização, por exemplo. Duas propriedades muito parecidas à primeira vista podem ter seus preços completamente diferente e isso se deve a esses fatores, por isso, conhecê-los é importante. O acabamento de um apartamento, por exemplo, é outro fator que pode variar muito o preço do imóvel, pois, dependendo do material do acabamento, o número de interessados aumenta, valorizando o lugar.

Para garantir que encontrou um lugar com um preço justo, o comprador pode compará-lo com imóveis parecidos na região ou fazer pesquisas em diferentes imobiliárias ou com conhecidos ou familiares que já tiveram que fazer essa pesquisa. O ideal é contratar um corretor especializado para auxiliar durante o processo.

4. A liberação do financiamento sempre demora

Mito! Essa afirmação é um dos mitos mais comuns do mercado imobiliário. Isso porque esse processo nem sempre é tão demorado quanto as pessoas imaginam. Uma dica para evitar essa demora, problemas e questionamentos na hora de conseguir sua aprovação pela construtora ou banco é que você esteja com sua documentação toda em dia e separada.

A organização é reconhecida nesse setor, por isso, se você se organiza e organiza seus documentos, a tendência é que o processo ocorra de maneira mais simples e certeira, poupando muitas dores de cabeça.

E lembre-se, existem variações importantes entre cada instituição e profissional escolhido para fazer a avaliação do financiamento, já que os bancos são mais burocráticos e exigem um número de documentos maior, enquanto as construtoras são menos complicadas e oferecem melhores condições.

5. Existe garantia em caso de problemas no imóvel

Verdade! Segundo o Código do Consumidor (CDC), o novo morador tem até 90 dias para reclamar de qualquer defeito evidente no imóvel. Esse prazo de garantia começa a valer assim que as chaves são entregues ao comprador.

Caso os defeitos do bem sejam muito difíceis de perceber, como rachaduras, infiltração ou fiação elétrica, esse prazo só começa a valer a partir do momento que esses defeitos se tornem evidentes. Lembre-se: o comprador precisa comunicar à construtora, por meio de carta, a origem e a natureza do problema.

Em casos de defeitos que comprometam a segurança do morador ou de vícios de construção, o prazo para pedir indenização por possíveis danos sofridos passa a ser de 5 anos. Em casos assim, a construtora deve arcar com todos os defeitos e responder caso esses vícios causarem algum dano ao morador.

6. Não existe rescisão de contrato

Mito! É direito do comprador exigir a rescisão do contrato de compra e venda até o momento imediato anterior à entrega das chaves do imóvel e assinatura do financiamento.

Se a obra estiver no prazo certo e a desistência se der por vontade exclusiva do comprador, é direito da construtora de reter até 50% do valor já pago. Caso a culpa da desistência seja do vendedor ou da construtora, a devolução do dinheiro das parcelas já pagas devem ser restituídas integral e imediatamente.

Como podemos ver, quando a culpa é por parte do vendedor, o comprador deve receber o valor total que já investiu no imóvel e quando a rescisão acontece por parte do comprador e sem motivo aparente, a devolução é somente percentual, pois há custos ligados à administração da obra que precisam ser cobertos.

7. É preciso saber da reputação da construtora

Verdade! Quando você decide comprar um imóvel na planta, precisa ter a atenção e o cuidado redobrados, além de avaliar a construtora e ter certeza que ela é de alta confiança e qualidade.

Por isso, é importante você procurar saber o histórico da empresa, se ela está em constante evolução ou estagnada, o valor por metro quadrado, já que ele está ligado ao valor da revenda e pós-venda, e conversar com moradores de algum imóvel já construído por ela.

Esses foram alguns dos mitos e verdades mais importantes sobre a compra de um imóvel. A Nova Época espera ter tirado suas dúvidas, mas caso ainda haja alguma, não hesite em entrar em contato conosco! Nossos profissionais estão à disposição para te ajudar a sanar suas dúvidas e a encontrar o imóvel perfeito para você.