IPCA: entenda o que é e sua relação com o financiamento imobiliário

Sabemos que o mercado imobiliário possui inúmeros termos importantes para a compreensão de como ele funciona e um desses termos é o IPCA ou Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Resumindo para quem ainda não está muito familiarizado com o termo, é esse índice que mede a variação de preços de produtos e serviços comercializados no varejo que fazem parte do consumo das famílias brasileiras. 


Mas você sabia que este índice tem uma relação direta com o financiamento imobiliário? Isso porque nos momentos de alta do IPCA, os juros inerentes ao financiamento também costumam subir, sendo o oposto também verdadeiro. É fundamental conhecer o IPCA e sua relação com o financiamento imobiliário, pois é através dessa relação que se torna possível assegurar o equilíbrio de mercado, equilíbrio entre a oferta e a demanda de crédito. 


Por conta da importância deste tema, especialmente para quem quer trabalhar com o mercado imobiliário, a Nova Época Imóveis elaborou esse post bem completo com todas as informações que você precisa saber sobre o IPCA, além de destacar a relação deste índice com o financiamento imobiliário e as principais características do IPCA no financiamento. Em caso de dúvidas ao final desse texto, não hesite em contatar um dos nossos associados, eles estão à disposição para te ajudar com o que for necessário! 


O que é o IPCA?


Antes de mais nada, é fundamental entendermos o que de fato é o IPCA e o que ele envolve. Como dito brevemente acima, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo é uma estimativa estatística construída a partir dos preços de uma amostra de itens representativos, produtos e serviços, coletados periodicamente. Ou seja, é um índice econômico criado para analisar o nível da inflação no Brasil. 


O IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, faz a medição do IPCA todos os meses, pois ele é considerado o principal índice inflacionário do Brasil, como mencionado acima, já que mede o aumento dos preços dos produtos em um determinado período, podendo ser mensal ou anual. A taxa acumula alta de 4,78% no ano de 2022. O IPCA visa verificar a variação do custo de vida médio das famílias brasileiras nas regiões em que o índice é calculado, englobando cerca de 90% das pessoas que vivem nas áreas urbanas e que possuem renda mensal de 1 a 40 salários mínimos. 


Diferenças entre IPCA e Taxa Referencial


Outra questão importante a esclarecermos é a diferença entre IPCA e Taxa Referencial, que confunde muitas pessoas. Como dissemos acima, o IPCA é considerado a inflação oficial do Brasil, pois demonstra a variação de preços de produtos e serviços. Já a Taxa Referencial ou TR é a taxa de juros de referência que foi instituída em 1991 e tinha como objetivo combater a inflação. Nos dias de hoje, a Taxa Referencial é de 0% ao ano e, por enquanto, não existem previsões de alteração deste índice. 


Com isso, é importante destacar que o IPCA não substitui a TR, na verdade é uma nova opção de financiamento ofertado pelo mercado. Dessa forma, quem deseja comprar um imóvel atualmente tem mais ofertas à disposição, podendo escolher a que melhor se encaixa nos seus planos e orçamento.


Relação entre o IPCA e o financiamento imobiliário


A relação entre o IPCA e o financiamento imobiliário pode acontecer de diferentes formas. A primeira delas é nos momentos de alta inflação, quando os juros do financiamento em geral costumam ser mais altos. Isso acontece porque, com o aumento do IPCA, há também a elevação da taxa Selic, taxa básica de juros da economia, que acontece justamente para desestimular o consumo e diminuir a oferta de crédito. 


Logo, se torna possível garantir o equilíbrio entre a oferta e a demanda de crédito no mercado, sendo o oposto também verdadeiro. Existem, ainda, os financiamentos imobiliários vinculados diretamente ao IPCA. Dessa forma, quando o índice inflacionário sobe, os juros do financiamento acompanham essa subida imediatamente, assim como, nos momentos de queda da inflação, a taxa de juros também cai. 


Como funciona a compra de um imóvel usando o IPCA?


O IPCA é usado como taxa de referência para o cálculo dos juros de financiamentos imobiliários. A opção de usar o índice inflacionário no financiamento começou em 2019, pois, até então, o cálculo de juros era feito com a Taxa Referencial somada a uma taxa prefixada. Na prática, o uso do IPCA segue a mesma logística do uso da TR: uma taxa prefixada de juros + variação do IPCA do ano. 


Essa mudança oscilou diretamente o valor dos juros cobrados pelos credores e o mercado começou a apresentar opções de financiamento com juros menores. A grande diferença entre o IPCA e a TR é que a variação na taxa do IPCA é bem menos previsível do que as variações que ocorrem na TR. Outra mudança trazida pela adoção do IPCA foi a mudança no limite de renda, pois financiamentos com a TR podem comprometer até 30% da renda comprovada, enquanto para empréstimos com uso do IPCA o limite cai para 20%. 


Cuidados que devem ser tomados em relação ao financiamento atrelado ao IPCA


Como mencionado mais de uma vez acima, o IPCA é o principal índice inflacionário do país, por conta disso, os juros do financiamento imobiliário vinculado ao índice sobem de acordo com a inflação. Por conta disso, existe o risco do valor da parcela subir, principalmente no caso de financiamentos de longo prazo. Isso se deve ao fato de não ser fácil prever como estará o comportamento da economia e da inflação em prazos maiores. 


Nesse cenário, podemos considerar a alta da inflação um risco mais alto, principalmente no caso de quem tem um orçamento mais apertado, pois essa situação pode acabar ocasionando o acúmulo de dívidas. Com isso, o financiamento imobiliário vinculado ao IPCA é aconselhado somente nos casos em que o valor total necessário para quitar esse imóvel seja de até dez anos. 


Como podemos perceber, o financiamento imobiliário vinculado ao IPCA tem apresentado crescimento no mercado, tornando essa alternativa cada vez mais disponível para os clientes. A Nova Época espera que você tenha conseguido entender o que é o IPCA e a sua relação com o financiamento. Para mais informações, entre em contato com um dos nossos corretores! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade