Decoração de apartamentos pequenos: conheça os erros mais comuns que devem ser evitados

Apartamentos pequenos são uma realidade cada vez mais comum, principalmente nos grandes centros urbanos. Eles são uma das tendências do mercado imobiliário na atualidade e aqueles que optam por um empreendimento com metragem reduzida precisam lidar com o desafio que é otimizar os ambientes e conseguir amplitude. 


Apesar disso, é verdade que não é tarefa fácil encaixar todos os desejos dos moradores em pouco espaço. Dessa forma, é recorrente acontecerem erros em relação à arquitetura e à distribuição de móveis. Por isso, na hora de mobiliar e decorar um imóvel compacto, é essencial ter atenção redobrada aos detalhes, para que possa ser feito o melhor proveito do espaço. 


São tantas as opções na hora de decorar seu apartamento que, muitas vezes, a decoração acaba por não reunir praticidade e conforto, como deve ser. Decorar um imóvel menor pode ser um grande desafio, mas com a ajuda de alguns pequenos truques você pode criar um aspecto de amplitude e ainda deixar o espaço organizado de maneira funcional para o seu estilo de vida. 


Para te ajudar a evitar alguns erros comuns ao decorar e mobiliar um imóvel menor, a Nova Época Imóveis elaborou esse post com alguns desses erros que devem ser evitados e como você pode evitá-los, para que sua casa seja o mais funcional, confortável e organizada possível! E para mais dicas sobre decoração, não deixe de conferir nosso blog!


1. Não ter um projeto


O primeiro erro ao decorar e mobiliar um apartamento pequeno é fazê-lo sem um projeto. Isso porque, para montar um imóvel compacto, é necessário ter um olhar mais apurado que possa garantir que cada canto do ambiente seja aproveitado da melhor maneira possível. Por isso, não adianta sair comprando móveis a torto e a direito sem antes planejar como e onde ficarão e se, de fato, é a melhor opção para o seu espaço.


Uma boa dica é optar pela ajuda de um profissional no assunto para fazer o projeto. O investimento na ajuda do profissional pode implicar em um valor muito mais caro no futuro, em função de dores de cabeça e reformas que precisarão ser feitas. 


2. Evite investir em móveis planejados


Abrir mão dos móveis planejados pode se mostrar uma solução esperta para garantir o máximo aproveitamento dos espaços. Os móveis planejados costumam ajudar a ocupar os espaços da parede e oferecem maior amplitude. 


Outra boa dica para mobiliar um espaço menor é investir nos móveis multiuso, como uma mesa que serve de bancada para cozinha ou um sofá-cama. Além disso, banquinhos e puffs extras dispostos ao redor da mesa disponibilizam mais lugares para recepcionar convidados em casa sem sacrificar muito o espaço do ambiente. 


3. Cuidado com a decoração das paredes


Infelizmente, quando o assunto são espaços pequenos, muita coisa nas paredes pode acabar “engolindo” o espaço dos ambientes, onde você ainda terá que colocar móveis e outros objetos. Se houver um espaço livre em uma parede, talvez a melhor dica seja deixá-lo vazio, assim, você não carrega sua casa com informações e perde ainda mais a impressão de ter espaço.


Além disso, outra dica para as paredes é optar por papel de parede sem detalhes. Isso porque o papel de parede com molduras pode dividir visualmente as paredes em duas partes e apenas ajuda a destacar a falta de espaço, o que apenas destaca a falta de espaço do lugar, atraindo uma atenção desnecessária para suas paredes. Se você quer ornar o espaço, uma dica melhor é adicionar espelhos, que ajudarão a expandir o espaço. 


4. Cortinas e tapetes do tamanho errado


Elementos de decoração e mobília móveis também merecem atenção na hora de decorar os ambientes, pois, quando mal pensados, podem afetar de forma negativa a composição do espaço. As cortinas, por exemplo, devem ser instaladas do teto até o chão, não somente na extensão das janelas, cobrindo-as. 


Cuidado, ainda, na escolha dos tapetes, pois, quando muito pequenos, podem acabar reduzindo visualmente os espaços. Por isso, o mais adequado é sempre eleger os modelos maiores que entram debaixo do sofá, das cadeiras ou até mesmo que ficam praticamente encostados na parede. 


5. Não priorizar a circulação dos moradores


Um dos maiores desafios de mobiliar e decorar um apartamento menor é fazê-lo sem prejudicar a circulação dos moradores. Ainda na fase do projeto, a mobilidade dos moradores deve ser uma prioridade. Uma boa dica para evitar que o espaço fique atravancado é fugir de móveis desproporcionais em relação ao tamanho do ambiente. Dessa forma, é possível evitar um aspecto de amontoado no espaço e não prejudica a circulação de pessoas.


6. Uso excessivo de móveis altos


Outra dica para te ajudar a dar uma sensação maior de amplitude ao ambiente é deixar uma linha de visão mais livre. Ou seja, deixar um espaço entre 50 e 60 centímetros até 2 metros com o mínimo de ocupação possível. Outro aspecto importante é não posicionar seus móveis de frente para as janelas. Além de impedir a entrada da luz do sol, você ainda vai abafar o apartamento por falta de circulação de ar. 


7. Acúmulo de coisas


Lembre-se: em um apartamento menor, menos é mais! Um espaço repleto de itens decorativos pode tornar a tarefa de mantê-lo organizado ainda mais difícil. Isso não transmite a sensação de bem-estar e comodidade, além de dar um trabalho extra para limpeza e arrumação. O aconselhável, nesses casos, é que você guarde somente o essencial, evitando acumular coisas que podem ocupar espaços preciosos com alguma utilidade ou simplesmente para a circulação de ar no lugar. 


8. Exagero nos tons escuros


Ao passo que uma paleta de cores mais claras pode oferecer mais amplitude ao ambiente, os tons escuros, quando e se incluídos de forma exagerada nos ambientes, podem comprometer a amplitude visual do espaço. Embora esse não seja um erro, de fato, é uma dica: é importante usar cores mais escuras com moderação. Mesclar o preto ou tons mais vibrantes com um conjunto de tons mais neutros pode ajudar a trazer um contraste interessante e, ao mesmo tempo, leve ao ambiente. 


9. Uso de revestimentos sem textura


Outra dica para ajudar a evitar erros e tornar o ambiente visualmente menor é fazer o uso de revestimentos nas paredes, que ajudam a deixar os ambientes parecerem maiores. Tijolinhos aparentes, concreto, cimento queimado ou quaisquer outras texturas que tenham uma variação de tonalidade, ajudam a produzir uma profundidade visual maior em comparação ao liso e o chapado. 


10. Iluminação no centro do ambiente


Em um apartamento menor, investir em uma iluminação abrangente é uma forma de ampliar o ambiente, deixando-o ainda mais aconchegante e sofisticado. Colocar um lustre apenas no centro do ambiente, por exemplo, pode provocar um efeito de penumbra nas paredes e o resultado é uma sensação de espaço fechado. A dica é distribuir bem essa iluminação pelas superfícies através da instalação de arandelas, abajures ou até mesmo spots direcionáveis. 


Gostou das nossas dicas? Lembre-se: é muito importante ter atenção e seguir os passos certos para decorar um imóvel menor, por isso, não deixe de pesquisar dicas e ideias! 
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho