Decoração afetiva: entenda o que é e como fazer na sua casa

Se você acompanha o blog da Nova Época Imóveis, você sabe que a decoração de casa é uma das partes mais importantes para que a gente se sinta confortável e tenha uma melhor qualidade de vida dentro do nosso lar. Colocar um pouco da nossa personalidade e história na decoração da nossa casa é importante, afinal, sua história é parte de quem você é. Ela conta mais sobre você, sobre as coisas que você já viveu e a trajetória que percorreu até chegar aqui. 


Você já pensou em usar isso como inspiração para a decoração da sua casa? Isso é o que chamamos no mercado imobiliário de decoração afetiva. Esse estilo de decor vem ganhando cada vez mais atenção, pois ele tem tudo o que é necessário para decorar sua casa com tudo o que tem totalmente a ver com você, tornando o ambiente ainda mais aconchegante. Afinal, nada melhor do que chegar em casa depois de um dia cansativo e ser abraçado por ambientes que são a sua cara, além de serem recheados de boas memórias.


A decoração afetiva tem como objetivo trazer à tona as melhores memórias e emoções pessoais quando entramos em um ambiente, nesse caso em casa, usando objetos pessoais que contam sua história. Nessa modalidade de decor, as memórias e sensações estão diretamente ligadas a objetos, luzes, móveis e cores que têm como papel aumentar a sensação de pertencimento ao lar, além do poder de transmitir os mais diversos tipos de sentimentos a quem mora e a quem visita o ambiente.


Ficou curioso para saber mais sobre esse tipo de decoração? Então vem com a gente que a Nova Época explica tudo o que você precisa saber sobre a decoração afetiva, além de dar dicas de como implementar memórias afetivas importantes na decoração do seu lar! Para mais dicas sobre decoração ou informações importantes do mercado imobiliário não deixe de acompanhar nosso blog, estamos recheados dos mais variados conteúdos!


Afinal, o que define uma decoração afetiva?


Como dissemos brevemente no começo do texto, a decoração afetiva nada mais é do que um tipo de decor que usa de itens de decoração que remetam a lembranças e sentimentos bons, como um móvel antigo da casa de um falecido ente querido, por exemplo. Não necessariamente precisa ser um móvel ou um objeto, cores e cheiros também fazem parte da decoração e trazem essa sensação de aconchego para dentro de casa.


No decorrer de cada experiência que vivemos na vida, construímos uma série de memórias afetivas que podem estar associadas a conversas, cheiros, lugares, sons e objetos. Esses fatores podem ajudar a compor os ambientes dos quais usufruímos, como a nossa casa, por exemplo. Logo, decoração afetiva é justamente isso, usar nossas memórias afetivas para decorar o ambiente onde vivemos. 


Mesmo que lembranças não sejam algo concreto, você pode aproximá-las disso traduzindo-as por meio de situações, cores, móveis ou até mesmo objetos pela casa. O principal aqui é que a decoração ajude a reafirmar os moradores que eles pertencem àquele lugar, que ali é seu porto seguro, onde eles podem encontrar a paz depois de um dia estressante no trabalho. É sobre isso que se trata a decoração afetiva, tornar o lar um lugar com identidade única que represente cada um dos moradores. 


Como funciona esse tipo de decoração?


Não existe uma resposta certa para essa pergunta, vai de cada um. Você pode usar um telefone antigo que te traz boas lembranças do século passado, aquele ursinho de pelúcia que fez parte da sua infância e você nunca se desfez ou uma colcha de retalhos que sua mãe tinha quando você era pequeno. Qualquer item de valor sentimental para você pode virar decoração na sua casa sem que você precise adotar um estilo mais antiquado. 


A mesma dica vale para objetos que pertenciam a algum familiar da geração parrada ou antepassada que já não está mais entre nós. Abajures retrô, quadros de família já envelhecidos, louças deixadas por parentes, um presente que você ganhou de alguém especial, as possibilidades são infinitas. Em uma decoração afetiva, todas as suas memórias podem compor um ambiente, basta ser criativo! 


Por que usar a decoração afetiva?


Assim como outros tipos de decoração já falados aqui no blog, como a decoração sustentável, por exemplo, a decoração afetiva é mais um estilo de decor que tem como objetivo atribuir mais personalidade aos ambientes. No entanto, assim como em qualquer outro estilo, para aderir a ela é importante se identificar com a mensagem que ela transmite. 


Por se tratar das suas memórias afetivas, é difícil que você não se identifique com a decoração. Porém, é importante destacarmos que as pessoas são diferentes e, por isso, algumas pessoas são mais desapegadas do que outras, não gostam de guardar itens antigos ou simplesmente não valorizam tanto fato de possuir um item igual ou parecido ao que já pertenceu à família. 


Se você, diferente dessas pessoas, gosta desse tipo de coisa e a ideia de manter sua história e memórias vivas ao alcance dos seus olhos e dos seus visitantes te anima, adotar esse tipo de decoração pode ser uma boa ideia para tornar seu lar mais agradável para você. Especialmente se você é o tipo de pessoa que se desapega e lida com mudanças com dificuldade. Isso porque essa é uma maneira de se sentir ainda mais próximo de pessoas e épocas especiais, que fizeram parte da sua vida. 


A decoração afetiva é importante principalmente para quem vive longe da cidade natal, onde cresceu, ou até mesmo distante da família, por exemplo. É comum pessoas irem embora para outras cidades ou países em busca de novas oportunidades ou entrarem em uma nova cultura e carregarem consigo itens que ajudem a “lembrar de casa”. 


Como implementar essa decoração em casa?


Agora que você conhece mais sobre esse tipo de decor, que tal colocá-la em prática na sua casa? Pelo que podemos perceber que é a decoração afetiva, podemos dizer que montar uma não é difícil. Mas para facilitar e te ajudar nessa missão, preparamos algumas dicas simples e bem práticas.


1- Defina uma personalidade para o espaço


O primeiro passo para adotar uma decoração afetiva é atribuir uma “cara” para seu ambiente, ou seja, uma personalidade. Isso porque de nada adianta reunir várias antiguidades importantes para você e achar que isso sozinho vai compor sua decoração afetiva. Na verdade, é o contrário! É interessante que você tente ser mais seletivo com os itens. 


Com isso, o primeiro critério de seleção deve ser aquilo que te faz se sentir confortável. Portanto, procure recorrer a peças-chave que, acima de tudo, ajudem a trazer aconchego para o espaço. As opções são infinitas, pode ser uma mesinha, uma colcha, alguns utensílios de cozinha, entre outros. Não fique com medo de usar da sua criatividade aqui!


2- Aposte em móveis antigos de família


Para criar sua decoração afetiva, você até pode recorrer a brechós e casas de antiguidade para tentar conseguir móveis que te remetam a situações e lugares antigos, como a casa da sua avó, por exemplo. Isso no caso de quem não herdou muitos recursos de família. Porém, sempre que possível, procure manter com você algum objeto que realmente tenha pertencido à sua família. 


É isso o que vai tornar os momentos e o espaço ainda mais especiais e aconchegantes. Mas cuidado, não se esqueça de escolher todos com cuidado e manter o ambiente organizado, sem acúmulos, não adianta usar todos os itens que você tem e criar um ambiente desorganizado e com muita informação visual. Esses itens precisam ser estratégicos e sempre elegidos com cautela. 


3- Dê o seu toque especial no ambiente


Poder sentir que você é faz parte da história que está sendo contada na sua casa é uma parte essencial na criação da decoração afetiva. Por isso, é importante dar a sua cara para o seu lar. Nesse contexto, é fundamental que o decorador ou arquiteto que você contratar para te ajudar te inclua nas decisões, evitado projetos alheios a você que, apesar de lindos, não te causam identificação.


Com isso procure manter sua mente aberta e receptiva à todas as sugestões, sempre fazendo considerações quando achar que algo sugerido não tem a ver com seus gostos e preferências pessoais ou personalidade. Não se esqueça que um dos pontos mais importantes da decoração afetiva é que você se sinta confortável e aconchegado na sua casa. 


4- Tenha atenção aos detalhes


Caso você queira ser tão óbvio trazendo de volta grandes itens afetivos, como móveis, tapeçaria ou colchas, tudo bem. Mas você também tem a opção de ser mais discreto nesse quesito, recorrendo a objetos menores e com o mesmo significado. Por exemplo, um quadro pintado por um ente querido ou um livro que você ganhou de alguém importante.


Esses itens podem ser discretamente distribuídos pela sua decoração, criando uma decor afetiva tão especial quanto àquela feita com objetos maiores. O mesmo vale para algum arranjo bonito que você goste ou um utensílio de cozinha deixado para você. 


5- Use a iluminação para intensificar sentimentos


A iluminação é um dos pontos mais importantes na hora de decorar uma casa, afinal, ela também ajuda muito a deixar o ambiente mais aconchegante e confortável. Com um projeto de iluminação bem feito, você consegue acomodar os móveis e ampliar espaços de forma mais harmônica. Além disso, as luzes ajudam a enfatizar elementos da decoração, usando pontos de luz na parede com iluminação wall washing, por exemplo.


Outra ideia é usar uma iluminação difusa e indireta para trazer ainda mais conforto visual e aconchego aos espaços, o que ajuda a criar uma atmosfera mais prazerosa tanto para moradores quanto para visitantes. 


6- Invista nas cores


Outro fator que pode ajudar a trazer a sensação de aconchego para a sua casa são as cores. As cores pastéis costumam ser as mais indicadas para predominar na casa, no caso de quem quer sentir essa sensação. Procure deixar as cores mais vibrantes para os ambientes onde você vai receber suas visitas e os tons pastéis nos ambientes mais íntimos, onde você precisa de mais aconchego, como no quarto, por exemplo.


É importante lembrar, ainda, que escolher os tons de cores que agradem a todos os moradores e sejam uma marca registrada do seu lar é o principal objetivo aqui. Não é só porque tons pastéis ajudam a trazer mais sensação de aconchego que você não pode colorir o ambiente com os tons que preferir. Plantas e enfeites também são ótimas opções para trazer cores diferentes para os espaços. 


Gostou do nosso post? A Nova Época Imóveis espera que você entendido o que faz parte da decoração afetiva e que tenha tornado mais fácil para você adotar esse estilo de decor na sua casa. Porém, em caso de dúvidas, nossos profissionais estão sempre à disposição para ajudar com o que precisar!
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade