Conheça os itens que não podem deixar de ser checados na manutenção de condomínios

A Nova Época Imóveis já falou aqui que dentre tantos deveres do síndico, cuidar da manutenção do condomínio é um dos que mais demandam atenção, cuidado e esforços. Afinal, vai ser essa prática que evitará acidentes e garantirá segurança para os moradores e para a estrutura do empreendimento. Porém, essa não é uma tarefa fácil, já que envolve muitos detalhes que precisam ser analisados. 


Realizar a manutenção de condomínio periodicamente é essencial para garantir o funcionamento e a prevenção do patrimônio, além de evitar gastos desnecessários consertando equipamentos e sistemas de modo emergencial, o que aumentará consideravelmente os custos. Para antecipar demandas, organizar a gestão do condomínio e economizar financeiramente, é imprescindível saber o que determinar e quando determinar que deve ser inspecionado. 


Quer evitar acidentes, economizar o orçamento e garantir bem-estar dos moradores do seu condomínio? A Nova Época Imóveis preparou esse post com um checklist dos itens que não podem deixar de ser checados na hora da manutenção periódica do condomínio. 


Checklist dos itens que não podem deixar de ser checados na manutenção do condomínio 


1- Elevador 


Por conta de serem usados constantemente, as peças dos elevadores podem acabar se desgastando muito. Com isso, os condomínios são obrigados por lei a fazer as manutenções mensais preventivas e corretivas nos elevadores prediais. Dessa forma, o síndico vai saber qual o melhor momento para modernizar a estrutura dos elevadores para garantir a segurança tanto de moradores quanto de visitantes. 


A modernização total dos elevadores costuma ser realizada quando o condomínio completa 15 anos de existência, mas o importante mesmo é checar alguns pontos: 


Se ele está consumindo muita energia elétrica; 
Se ele está apresentando ruídos mais altos e constantes do que os de costume;
Se ele apresenta desníveis entre o andar e a cabina; 
Se acontecem falhas e interrupções do serviço frequentemente. 


2- Caixa d’água 


Com o tempo, a caixa d’água pode acabar acumulando sujeiras do dia a dia na sua estrutura, o que pode afetar a qualidade da água que será consumida pelos moradores. Para evitar que isso aconteça, é importante limpar esse equipamento pelo menos duas vezes por ano. O mais apropriado ainda é agendar limpezas da caixa d’água para os meses de outubro e fevereiro, dessa forma, os moradores podem receber água de boa qualidade ao longo de todo o ano. 


Além disso, também é muito indicado que seja realizada a impermeabilização desse equipamento para que não aconteçam vazamentos, danos na estrutura do edifício, nesse caso nas paredes, e infiltrações. 


3- Para-raios 


Para quem não está familiarizado, o sistema de para-raios de um prédio tem como finalidade comportar a descarga elétrica dos raios de maneira segura, guiando-os para a terra e evitando acidentes com os moradores. Esse tipo de equipamento é regulamentado pela norma NBR 5419:2005, que tem um laudo com duração de um ano. 


Uma das exigências dessa norma é a obtenção do atestado de medição ôhmica do sistema, que precisa ser solicitado anualmente. Porém, o mais recomendado é ficar atento, pois o prazo para a medição ôhmica pode variar dependendo do tipo de edificação e de cada cidade, pois cada uma apresenta um código de obras específico em relação a esse assunto.


4- Sistema de gás


Um dos maiores perigos em conjuntos de apartamentos certamente é o vazamento de gás, que pode acabar ocasionando explosões fatais. Nesse contexto, é importante inspecionar as instalações de forma rígida. Portanto, a central precisa ser vistoriada pelo menos uma vez por ano e os ramais individuais a cada três anos. 


Além disso, também é muito indicado pedir pela emissão de laudo e recolher Anotação de Responsabilidade Técnica ou ART. Dessa forma, se alguma alteração brusca for constatada no gasto do gás, é um indício de que algum vazamento pode estar acontecendo e ele precisa ser solucionado quanto antes para a segurança de todos. 


5- Sistema elétrico 


Problemas no sistema elétrico são outro tipo de problema que pode ser extremamente perigoso para a segurança dos moradores, já que pode ocasionar incêndios. Para prevenir esse tipo de problema, é importante realizar uma manutenção semestral do sistema de aterramento, fio terra e mau contato. Porém, esse tipo de procedimento deverá ser realizado por um profissional especializado no assunto, que emita um comprovante de que o trabalho foi realizado.


Nesses casos, é necessário desligar e religar os disjuntores mensalmente para conferir o estado dos contatos elétricos nos interruptores, nas tomadas e nos pontos de luz. Além disso, é nesse momento que será julgada a necessidade da substituição de peças que estejam danificadas. 


6- Extintores 


A manutenção dos extintores pode ser um serviço de natureza preventiva ou corretiva, mas necessariamente deve ser feita por uma empresa que esteja devidamente registrada no INMETRO. Esse tipo de manutenção costuma ser realizada em diferentes níveis: preventivo, corretivo e revisão total. Para extintores usados, ela é feita de segundo nível e realizada uma vez por ano, com o prazo começando a contar a partir da data da última inspeção. 


No entanto, o intervalo de manutenção pode ser menor quando os extintores são submetidos a condições severas ou adversas. 
Como podemos observar nesse checklist, diversos equipamentos precisam ser checados de maneira periódica na manutenção de um condomínio para garantir a tranquilidade e a segurança dos moradores. A criação de um cronograma pode auxiliar o síndico a garantir que todos os serviços acima sejam realizados no prazo e sem afetar as finanças. 


A Nova Época Imóveis espera que essa lista ajude na hora da realização da manutenção do seu condomínio, assim, você não esquece nenhum item importante! Para mais dicas e informações importantes sobre o mercado imobiliário, não deixe de conferir nosso blog
 

 

 

Escrito por Mariana Carvalho

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, aceito a Política de Privacidade