Como é morar no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro

Na Zona Sul, entre o Morro Dois Irmãos e a Lagoa Rodrigo de Freitas, fica a Gávea, um dos bairros mais famosos do Rio, conhecido tanto pela boemia do Baixo Gávea (ali na Praça Santos Dumont) quanto pela atmosfera de bairro antigo.

Bastante arborizado e ainda cheio de casarões, casinhas da época operária e pequenos comércios, ele permite que se faça muitas coisas a pé. Tem também o Shopping Gávea e o Jockey Club como pontos tradicionais, além do Planetário e do refinado Instituto Moreira Salles.  

Mobilidade na Gávea

Embora não tenha uma estação de metrô para chamar de sua, a Gávea conta com o Metrô na Superfície, uma extensão do metrô carioca que liga, por ônibus, as estações de metrô Botafogo e Antero de Quental (Leblon) ao bairro da Gávea. Tem também várias linhas de ônibus.

Escolas e universidades na Gávea

É na Gávea que fica a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), uma das instituições de ensino superior mais importantes do Brasil. Tem também várias escolas famosas, como Escola Americana do Rio de Janeiro, Escola Parque, Colégio Stockler e Colégio Teresiano.

A história da Gávea

Antes dos europeus chegarem, havia aldeias indígenas às margens da lagoa. A Pedra da Gávea, sempre imponente, era chamada pelos nativos de metareconga, a “cabeça enfeitada”.

Já o histórico urbano da Gávea remonta ao início do século 20, quando os primeiros loteamentos apareceram, e ainda restam algumas construções daquela época: o palacete do arquiteto Grandjean de Montigny, por exemplo, hoje sedia a universidade PUC-Rio (e o Solar Grandjean de Montigny, importante centro cultural do Rio). 

Depois de passar por um período industrial, com fábricas e laboratórios, a Gávea voltou a ser um bairro majoritariamente residencial. A verticalização se acelerou na segunda metade do século passado, quando o Túnel Zuzu Angel e a Lagoa-Barra foram construídos e facilitaram o acesso à região.

O que fazer no bairro da Gávea, no Rio

A Gávea é privilegiada em relação à sua vizinhança: tem os esportes e quiosques ao ar livre ao redor da Lagoa e as areias da Praia do Leblon, com um dos visuais mais famosos do mundo, com o sol no Morro Dois Irmãos. 

Também tem muita coisa para se fazer por ali! O Jockey Club é frequentado até hoje, seja a passeio ou para assistir às corridas. Tem também o Planetário do Rio, o Parque da Cidade (com 470 mil metros quadrados, incluindo Mata Atlântica nativa) e o Museu Histórico da Cidade (entre suas 20 mil peças está o trono de Dom João VI).

Quem gosta de teatro pode escolher entre vários: Teatro Clara Nunes, Teatro Vanucci, Teatro Planetário, Teatro das Artes e Teatro dos Quatro. Para quem prefere a praticidade de um shopping, sem problemas: tem o Shopping da Gávea. E além das salas de cinema de lá, ainda tem o Cinépolis e a Estação NET.

Para quem gosta de passeios culturais, vale destacar o Instituto Moreira Salles, alojado em uma casa daquelas bem imponentes e que era a residência da família Moreira Salles. O instituto tem salas de cinema, exposições artísticas e uma loja especializada. Os visitantes também adoram o jardim, onde é possível tomar um café com bolo e apreciar o paisagismo feito por Roberto Burle Marx.

Aliás, o bairro tem uma boa novidade para contar: em junho de 2021, foi anunciado um novo projeto verde para o bairro, o Parque Sustentável da Gávea, que vai ficar uma antiga fábrica desativada. A previsão de entrega é para 2023.

Onde comer na Gávea, no Rio de Janeiro

Pelo Baixo Gávea (apelidado de “B.G.”), tem sempre gente no B.G. Bar e no Braseiro, que oferece petiscos de carne a preços convidativos para rachar entre amigos (a picanha na brasa é famosíssima). Outro ponto conhecido é o restaurante Guimas, ali desde os anos 1980.

E o B.G. tem também novidades como o Brewteco (no lugar do antigo Hipódromo, que fechou durante a pandemia) e o restaurante Proa Cozinha Bar. Novas opções para um tradicional programa pós-praia: estender até o Baixo Gávea!

 

Se você ainda não conhece, não deixe de ir. É um lugar encantador e maravilhoso!