Chuveiro a gás ou elétrico: quais as vantagens de ambos e qual a melhor opção

O banho é, para muitos, um dos momentos mais relaxantes e aguardados do dia. Após um dia estressante e agitado, voltar para casa e poder tomar um banho morno é tudo. Por isso, mesmo que pareça que não, a escolha do chuveiro é uma das mais importantes quando os aparelhos elétricos, eletrodomésticos e outros itens usados na casa são definidos.

Uma preocupação que muitos brasileiros têm é em relação ao custo do banho, que pode tornar esse momento relaxante em algo estressante e que preocupa. Além disso, é importante tomar cuidado na hora dessa decisão para que não haja uma grande frustação caso, na hora do banho, a água não esquente corretamente ou nem chegue a esquentar, na pior das hipóteses.

Antes de tomar qualquer decisão, você precisa lembrar que cada região do país tem um clima diferente e enquanto em alguns Estados prevalece o calor a maior parte do ano, em outros é o frio. Com isso em mente, você já tem uma noção de qual é o chuveiro ideal para seu imóvel.

Mesmo os chuveiros elétricos sejam a maioria nos lares brasileiros, muitos ainda preferem o chuveiro a gás por conta das suas vantagens. Segundo pesquisas, o chuveiro é o eletrodoméstico que gasta mais energia, por isso, é importante que você pesquise bem antes de escolher.

Você sabe qual é o consumo médio de água em cada um desses modelos de chuveiro? Sabe qual o custo da instalação e os benefícios que cada um fornece? A Nova Época trouxe esse post para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, comparando o chuveiro a gás com o elétrico e apontando as vantagens e desvantagens de cada um. Não se esqueça de visitar nosso site e conferir nossas ofertas!

Como funciona o chuveiro elétrico?

Esse sistema funciona da seguinte maneira: alguns segundos depois que a água sai do chuveiro ela é aquecida e isso acontece graças a resistência elétrica instalada no interior do dispositivo. Assim que o registro do chuveiro é aberto, a pressão conecta os terminais da resistência à rede elétrica, aquecendo a água ao passo que ela entra em contato com essa resistência.

Porém, por conta da sua ação de aquecimento imediato, quanto mais água sai ao mesmo tempo do chuveiro, menor é o tempo que essa água entra em contato com a resistência e, como consequência, mais difícil fica de ela aquecer. Por isso, a temperatura da água é controlada de acordo com a abertura do registro do chuveiro.

Outro modelo de chuveiro elétrico, que é uma forma diferente de aquecer a água, é por meio da chave de temperatura, que fica normalmente na parte de cima do chuveiro e tem várias opções. Você opta por uma das posições da chave de temperatura e, assim, regula o quanto você quer aquecer a água. Isso acontece porque é através dessas chaves que o tamanho do caminho feito pela corrente elétrica na resistência dentro do chuveiro é determinado.

Como funciona o chuveiro a gás?

O chuveiro a gás exige a instalação de um aquecedor que geralmente é colocado na área e serviço dos apartamentos ou das casas por conta da segurança. Uma das principais diferenças do chuveiro elétrico para o chuveiro a gás é que, diferente do primeiro que aquece a água segundos antes de ela ser utilizada, com o chuveiro a gás a água sobe de temperatura primeiro no aquecedor e depois é transportada por tubulações específicas  até o misturador próximo ao chuveiro.

Esse misturador é composto por dois registros que ficam próximos ao chuveiro e tem temperaturas diferentes, tendo um água quente e o outro água na temperatura ambiente. O usuário pode dosar a quantidade que quer de cada uma delas até chegar a uma mistura que considere agradável.

Os aquecedores do chuveiro a gás podem usar dois tipos de gás: o natural ou o GLP. Ambos são eficientes na hora de aquecer a temperatura da água, porém têm suas diferenças. A principal delas é que o gás natural chega até a casa por encanamento e o GLP fica armazenado e é transportado em botijões. Esse último é o mesmo gás usado em fogões e fornos para criar chama.

Vantagens e desvantagens do chuveiro elétrico

Uma vantagem que faz com que esse é o chuveiro seja o mais escolhido pelos brasileiros é a menor complexidade da sua instalação e seu baixo custo. Esse tipo de chuveiro pode ser comprado por um preço muito acessível e sua instalação, diferente do que muitos pensam, não exige grandes conhecimentos de rede elétrica. Porém, é sempre aconselhável que se contrate um profissional para fazer o serviço.

O rápido aquecimento da água é outra vantagem desse chuveiro, que esquenta a água em poucos segundos. Além disso, ele ocupa pouco espaço por não precisar de compartimento para gás, o que é outro ponto positivo.

Porém, como nada é perfeito, uma das desvantagens desse dispositivo é que você tem água e energia elétrica no mesmo lugar, o que é considerado um problema muito sério e perigoso, já que água e eletricidade não devem se misturar nunca. É preciso ter muito cuidado para fazer uma boa instalação, isolando corretamente os fios para evitar tragédias.

Outra desvantagem desse chuveiro é que a periodicidade da sua manutenção costuma ser maior do que no chuveiro a gás e seu gasto com energia é considerável. Esse tipo de chuveiro também não é o melhor em eficiência para dias e lugares muito frios, o que é considerada outra desvantagem.

Vantagens e desvantagens do chuveiro a gás

Uma vantagem do chuveiro a gás é que, por ele aquecer a água antes de ela chegar ao chuveiro, ele consegue aquecer uma maior quantidade de água, proporcionando banhos mais quentes e com maior vazão do que os chuveiros elétricos. Além disso, um mesmo sistema de aquecimento necessário para um chuveiro pode ser utilizado para gerar água quente para outros chuveiros e torneiras da casa, o que é uma vantagem. O chuveiro a gás tem outra vantagem: a longo prazo ele pode ser mais econômico se usado corretamente.

Porém, uma desvantagem desse tipo de chuveiro é que ele exige um custo maior na usa aquisição e instalação, que também precisa ser realizada por profissionais experientes. O maior consumo de água e o espaço necessário para instalação do aquecedor desse chuveiro, que ocupa um espaço considerável, são mais algumas desvantagens de escolhe-lo.

Além disso, outra desvantagem é a necessidade de fazer a instalação correta desse dispositivo e a constante manutenção para evitar acidentes fatais.

Com essas dicas, vantagens e desvantagens enumeradas, a Nova Época espera ter te ajudado a entender um pouco melhor sobre esses dispositivos, além de tirar suas dúvidas e te ajudar a escolher qual o melhor para você, baseado na região onde vive e nas suas preferências.